Thais Riedel lembra que policiais que agrediram advogado em Goiânia já estão sendo penalizados. No DF a OAB-DF segue omissa

 


A atual gestão da OAB-DF não cuida dos advogados e não se impõe para defender as prerrogativas da advocacia. Essa é opinião da advogada e pré-candidata à OAB-DF Thais Riedel ante a ausência de punição aos policiais que algemaram pés e mãos de um advogado durante o exercício de sua atividade profissional, em Planaltina, em setembro de 2010.

 

“Os policiais envolvidos na agressão ao advogado em Goiânia, em maio deste ano, já estão sofrendo as consequências por desrespeitar o advogado no exercício de sua atividade profissional. No DF, dentro de uma delegacia, um advogado, na defesa dos interesses do seu cliente, foi preso, teve pés e mãos algemados e até agora nada de concreto aconteceu com os responsáveis pela agressão. Além de um desagravo – necessário, mas insuficiente – a OAB-DF não tomou nenhuma atitude que resultasse em reparação ao advogado agredido e em resgate do respeito à advocacia do DF”, lamenta Thais.

 

A Justiça determinou, na semana passada, a prisão preventiva do tenente envolvido na agressão do advogado em Goiânia, além do afastamento e suspensão do porte de arma dos quatro outros policiais.

 

“Administrar a OAB-DF é zelar da integridade profissional dos advogados. Todos os dias temos relatos de violações às nossas prerrogativas e nenhuma atitude mais enérgica é tomada pela atual gestão”, cobra Thais.


Postar um comentário

0 Comentários