Hetrin reforça a importância da conscientização sobre a SEPSE

 No Dia Mundial de combate à doença a unidade promoveu uma palestra para os colaboradores

Foto: Divulgação


O Hospital Estadual de Trindade (Hetrin), promoveu nessa semana uma palestra sobre a conscientização da SEPSE, a doença é uma resposta inflamatória desregulada, potencialmente fatal, com disfunção orgânica frente a uma infecção. A ação faz parte da Semana da Segurança do Paciente promovida pela unidade que acontece desde segunda-feira (13).

Para o médico Kleber Correa Cardoso, responsável pela palestra, as campanhas de conscientização são importantes, pois ajudam no diagnóstico precoce da doença evitando que a mesma evolua e tome proporções drásticas. O diagnóstico precoce também possibilita que o tratamento com o especialista tenha bons resultados.

“A sepse tem melhor prognostico quando diagnosticado precocemente, identificando os sintomas e o início da disfunção orgânica antes de evoluir. O tratamento depende do diagnóstico e da identificação do foco infeccioso, bem como seu agente etiológico. O conhecimento dos sintomas e o diagnóstico precoce muda o desfecho da doença sendo decisivo para salvar vidas”, afirma Cardoso.

O diagnóstico da Sepse é confirmado com o exame clínico somado aos laboratoriais. Caso a doença seja identificada, ela deve ser tratada o mais rápido possível, com um médico apto a avaliar a situação do paciente prescrevendo o tratamento mais adequado, com os antibióticos corretos.

Os sintomas da Sepse – são comuns a outras doenças e por isso pode ser confundido pelas pessoas – podem estar relacionados à disfunção orgânica, como queda de pressão, falta de ar, sonolência excessiva, diminuição de diurese, febre; tremores fortes e dores musculares; equimoses, manchas escuras na pele ou pele pálida e outros. A demora do diagnóstico pode ocasionar o agravamento da doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a septicemia ou sepse como um grave desafio global. A complicação responde por 20% das mortes no mundo, segundo um artigo publicado na revista The Lancet.

Segundo as enfermeiras da Gestão da Qualidade, Janaina Saito e do Controle de Infecções, Synara Soares, o intuito da palestra é orientar os colaboradores quanto aos sinais e sintomas da doença. “É importante que toda  equipe hospitalar fique atenta aos sinais da Sepse para possibilitar o reconhecimento e tratamento precoce da mesma”, relatam.

 

 

Assessoria de Comunicação - Hospital Estadual de Urgências de Trindade (Hutrin)

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br

Camila Braunas (62) 99538-5680 – camila@ecco.inf.br


Postar um comentário

0 Comentários