Nutricionista recomenda alimentos para melhorar o humor

A pandemia vem alterando muito a rotina dos brasileiros, principalmente nos cuidados com a saúde física e psicológica. Levantamento do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) aponta aumento de 80% dos casos de estresse e ansiedade em todo o país. Entre os fatores de risco estão ausência de acompanhamento psicológico, sendetarismo e alimentação desregrada.


Para amenizar os sintomas de inquietação e nervosismo, a nutricionista do Fort Atacadista, Letícia Tizziani, recomenda alimentos que ajudam a melhorar o humor. Para começar o dia com alto-astral, no café da manhã ela sugere no chocolate amargo. O alimento é rico em triptofano – responsável pela produção de serotonina – e provoca sensações de bem-estar e relaxamento. A orientação é que seja consumido no máximo uma fração da barra por dia.



As nozes também são excelentes opções, principalmente para quem deseja substituir o chocolate. O ácido fólico, presente na oleaginosa, é fundamental para desenvolver as funções cerebrais, melhorando a capacidade cognitiva e a saúde emocional. A nutricionista recomenda o consumo de três nozes pela manhã. “Ingerir esse alimento com frequência aumenta expressivamente a serotonina em curto prazo. Em cerca de três meses é possível avaliar os resultados”, destaca.


Na metade da manhã, Letícia recomenda o consumo de aveia. O cereal é rico em vitaminas B e E. Além auxiliar no combate da ansiedade e da depressão, melhora o funcionamento do intestino. “Ela pode ser acrescentada no iogurte ou acompanhada por uma fruta de sua preferência. O ideal é ingerir três colheres de sopa por dia”.



No almoço não pode faltar arroz integral ou banana. Os grãos facilitam a chegada de triprofano ao cérebro, promovendo mais alegria e noites tranquilas de sono. Já a fruta deve ser incrementada crua nas refeições, pois uma das dicas para aproveitar todos os seus benefícios é, principalmente, não fritá-la. “A banana é fonte de vitamina B6, que produz energia, aumenta a criatividade e ajuda a relaxar o corpo”, explica a nutricionista.


Outra sugestão é o consumo de peixe pelo menos duas vezes por semana. Esse alimento é rico em ômega 3, que ativa os receptores dos neurotransmissores e estimulam o bom humor. Também possui magnésio, que tem funções antiestressantes. “Outros alimentos que são fontes de ácidos graxos e excelentes para vegetarianos e veganos são: abacate, linhaça, folhas verdes escuras e leguminosas como soja, grão-de-bico, ervilha e feijão. Todos possuem benefícios semelhantes as do peixe”, aponta.



No período da noite, Letícia orienta evitar o consumo de café. A cafeína aumenta a energia do corpo e deixa o organismo mais ativo, combatendo o sono e o cansaço. “Dormir bem é indispensável para acordarmos de bom humor. É preciso descansar. Prefira chá de verbena ou erva-cidreira. As plantas medicinais são excelentes calmantes.  Elas diminuem a fadiga, estresse e nos deixam mais felizes. Uma dica para todos os dias: controle a ingestão de açúcares, pois causam sentimentos rápidos de alegria muitas vezes seguidos de culpa”, alerta.



Além de uma boa alimentação, a prática de exercícios físicos é fundamental para garantir o bom humor. Letícia destaca que o nervosismo e a ansiedade também podem ser consequências do sedentarismo. “Os treinos são essenciais, pois estimulam a liberação de endorfina. Essa substância, além de ter efeito calmante, alivia a dor e promove bem-estar. Exercite-se! Prefira locais verdes e abertos. Lembre-se, é possível cuidar da saúde física e emocional e manter os devidos cuidados na pandemia”.

 

Postar um comentário

0 Comentários