Hospital Regional de Luziânia cria perfil humanizado para pacientes na UTI

Iniciativa tem como objetivo auxiliar o tratamento em quadros graves, oferecendo um ambiente mais familiar

Projeto também apresenta fotos dos familiares. Foto: Divulgação

Um projeto de humanização e aproximação de pacientes e seus familiares começou a ser aplicado nesta semana no Hospital Regional de Luziânia (HRL) com bastante sucesso. No início da internação, a equipe da recepção aplica um questionário sobre hobbies e gostos pessoais de quem ficará internado.

O objetivo, segundo a psicóloga Laricy Souza, que desenvolveu a ação, é fazer com que os pacientes na UTI sejam reconhecidos por seus nomes e seus gostos e entendam que são importantes.

“Não queremos que eles sejam apenas um número em um leito. Eles devem ser chamados pelo nome e as equipes devem saber quem são as pessoas que estão esperando lá fora, que gostos e habilidades possuem”, explica a psicóloga.

Os pacientes encaminhados à UTI recebem uma placa, que fica no leito, com todas essas informações. Entre os gostos e habilidades mais recorrentes estão o futebol e o churrasco. Além disso, muitos manifestam sentir saudades da família ou mesmo do trabalho.

Para o diretor do HRL, Francisco Amud, esta é mais uma iniciativa que vem agregar ao tratamento humanitário já oferecido na unidade hospitalar. “Ter um projeto como este no hospital é de uma importância única para quem está internado conosco. Quando o paciente entende que toda a equipe do HRL sabe os seus gostos, isso provoca uma sensação de conforto e cria um ambiente mais familiar para que ele possa se recuperar”, diz Amud.

Sobre HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Eles vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde.

Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

Assessoria de Comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br
Luiz Fernando Fernandes (61) 99242-3668 – luizfernando@ecco.inf.br

Postar um comentário

0 Comentários