Hospital Regional de Luziânia entra na campanha do Outubro Rosa

 Iniciativa busca alertar pacientes e colaboradores sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama

O câncer de mama é a doença que mais acomete mulheres em todo o mundo, mas a boa notícia é que, se diagnosticado bem precocemente tem 95% de chances de cura, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM). A prevenção é a maior amiga das mulheres, por isso, são importantes o acompanhamento médico periódico e a realização dos exames de rastreio, em especial, a mamografia.

Para lembrar da importância desse diagnóstico foi criado na década de 90 o Movimento Outubro Rosa. O Hospital Regional de Luziânia faz parte do movimento e iluminou este ano a fachada de rosa, homenageando as 191 funcionárias e todas as mulheres que passam pela unidade hospitalar diariamente.

“O Hospital Regional de Luziânia está junto na causa do Outubro Rosa e busca alertar nossos colaboradores e pacientes sobre os riscos que o câncer de mama causa”, explica Ana Brito, diretora do hospital. Cartazes informativos foram distribuídos nos principais pontos de referência do hospital e fitinhas rosas entregues aos colaboradores.

Comunicados internos sobre os sintomas, sinais e prevenção da doença foram compartilhados com os profissionais da saúde. A iniciativa visa também sensibilizar os homens, uma vez que eles podem ser portadores da mensagem de alerta para irmãs, esposas, mães e filhas. Cards também estão sendo divulgados internamentos sobre os sintomas e meios de prevenção para os profissionais de saúde da unidade.

É importante que todas as mulheres façam o autoexame, que é uma maneira eficaz de detectar qualquer alteração nas mamas, mas não exclui a mamografia periódica realizada nos centros hospitalares.

Sobre HRL

O Hospital Regional de Luziânia (HRL) começou a receber os primeiros pacientes com sintomas de Covid-19 no dia 20 de maio de 2020. Vieram transferidos pela central estadual de regulação de vagas do Estado de Goiás. Os leitos são ocupados gradualmente, a partir da avaliação diária e conjunta da direção com a Secretaria Estadual de Saúde.

Estadualizado, após passar oito anos em obras, o HRL foi o primeiro hospital do entorno do Distrito Federal dedicado a tratar pacientes com sintomas respiratórios agudos causados pelo novo coronavírus. Cerca de 1,2 milhão de pessoas, que moram na região, são beneficiadas pelo Hospital Regional de Luziânia.

__________________________________________________________

Ecco Comunicação

Aline Marinho (11) 95484-9927 – aline@ecco.inf.br
Luiz Fernando Fernandes (61) 99242-3668 – luizfernando@ecco.inf.br

Postar um comentário

0 Comentários