Por que alguns distritais têm tanto medo de uma ampla investigação na CPI da Saúde?

 

A embaralhada CPI da saúde que poderia sair na CLDF, tem dividido alguns e mostrado a verdadeira face de outros deputados distritais

Foto: Renato Araújo.

O grupo aliado ao governo Ibaneis, quer investigar amplamente o caso de supostos desvios de recurso da Secretaria de Saúde. A ideia seria abrir o leque de rastreamento desde os governos das gestões passadas de Rollemberg (PSB) e Agnelo (PT) até o presente momento.

O deputado Roosevelt Vilela, pediu aos deputados da oposição que se juntem para à CPI ampliada da Saúde.

Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Rafael Prudente, disse que não colocaria o tema em votação a menos que a CPI tenha 13 assinaturas. Prudente disse que tentou consultar o Colégio de Líderes para a instalação da CPI da Pandemia. Mas a maioria dos responsáveis pelos blocos não comparecia.

O deputado Daniel Donizet retirou apoio à comissão. No lugar da CPI da Pandemia, ele assinou a criação de uma CPI da Saúde para investigar irregularidades na pasta desde 2011, proposta pelo distrital Roosevelt Vilela (PSB).

O Eduardo Pedrosa na sessão sobre a CPI da Pandemia não se manifestou, porém nas redes sociais se posicionar favorável a CPI da Pandemia.

Ao final foi anunciado o fim da sessão por falta de quórum, dos 24 deputados distritais, só tinham a presença de 11 na ocasião.

O deputado Rodrigo Delmasso, disse que não defende CPIs propostas a partir de investigações do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). Para o vice-presidente da Câmara Legislativa, a CPI pode atrapalhar as investigações que estão em curso.

Do ponto de vista de Hermeto (MDB), o GDF está controlando a pandemia no DF. O distrital diz que não recebeu nenhum cargo do governo e defendeu a criação da ampla CPI da Saúde

O grupo de distritais de oposição ao governo Ibaneis, deputados do Psol, PT, PDT e PV, não estão gostando e não se manifestaram a favor da investigação em uma da ampla CPI da Saúde no DF.

Por que será?

Postar um comentário

0 Comentários