Animação da Marvel inspira especialistas a criar perfil bem-humorado de concurseiros


Para alcançar a tão sonhada aprovação em um concurso público, o candidato precisa de determinação, resiliência e persistência, três características inerentes aos personagens da “Caverna do Dragão”, um dos desenhos mais populares no Brasil nos anos 80 e 90. A animação relata um aventura de seis jovens presos em um mundo medieval imaginário. Os jovens conhecem o Mestre dos Magos, que dá conselhos enigmáticos, armas mágicas e missões para ajudá-los em aventuras enquanto procuram o caminho de volta para casa. 

Em resumo, assim como os concurseiros, durante os episódios, os personagens passam por diversos conflitos psicológicos, medo, ansiedade e decepções. A partir de analogia divertida com galeria de personagens da Caverna do Dragão, no momento em que muitos concurseiros estão apreensivos com os possíveis reflexos da Reforma Administrativa para o mundo dos concursos, a psicóloga Juliana Gebrim e o professor Leonardo Murga, analisam de forma descontraída o comportamento de quem estuda para entrar no serviço público e de quem está próximo dessas pessoas.

“É importante se conhecer com profundidade, para saber lidar com as emoções. Entender a sua história de vida e aquilo que te fez chegar a um determinado estado”, destaca a psicóloga.

Gebrim também aconselha os candidatos a focar nos estudos e não desistir dos seus sonhos. “Não é hora de se abalar! Minha orientação para todos é para que se concentrem no seu objetivo de vida e criem todo um clima para quando tudo se normalizar e estiver definido. Peço que façam uma espécie de blindagem e que foque no seu sonho”, orienta.

A seguir, confira as dicas do professor Leonardo Murga.

E se a Caverna do Dragão fosse o mundo dos concursos? Quem você seria? Antes, vamos descobrir quem está próximo de você!


Mestre dos Magos - Representa todo mundo que dá palpite na sua vida de estudos. Só te confundem e não te ajudam em nada. E, quando você precisa deles, eles somem;


Uni (unicórnio) - É a vida social. Festas, churrascos, cachaça e demais convites fofinhos que só servem para te tirar do foco;


Vingador (vilão) - É a reprovação, o insucesso. Antigamente, já representou coisas boas, tais como a aprovação. O problema é como fazer para ele voltar para como era no passado.


Tiamat (dragão) - Cespe/UnB.


Confira os personagens da Caverna do Dragão e identifique o seu perfil.


1. Bobby (bárbaro) - É o concurseiro que mais se engana. Diz estar estudando, mas só tem compromisso com a Uni.


2. Sheila (ladina) - É a concurseira que diz que está sumida por causa dos estudos, mas sempre aparece para salvar a Uni e o irmão sem foco. Tem poucas chances de passar.


3. Presto (mago) - Conta com os melhores recursos (chapéu de feiticeiro). Canetas luxuosas, coach, tablet, todos os livros, todos os materiais mais caros, mas não sabe usar nada disso por pura insegurança e falta de foco.


4. Hank (arqueiro) - É o concurseiro que se acha bonzão. Diz saber tudo. Tira onda com seu conhecimento acumulado no WhatsApp e com seus bons recursos para estudar (arco mágico). Mas, no final, sempre acaba reprovado por ser metido e querer saber mais do que a banca.


5. Diana (acrobata) - Talentosa, esforçada e centrada, porém sofre com a falta de recursos (bastão mágico) não tão bons quanto os dos outros. Contudo, compensa o problema com sua força de vontade e foco. Mesmo com todas as dificuldades, irá lograr sua aprovação.


6. Eric (cavaleiro) - Parece louco na frente dos outros. É motivo de piada e de comentários maldosos. Entretanto, detesta a vida de concurseiro (Caverna do Dragão) e sabe que a única solução para mudar de vida é a aprovação. Nunca perde o foco, nem desiste do objetivo. Com seu bom material (escudo mágico) e seu jeito meio atrapalhado, sua aprovação é apenas questão de tempo.


Não se identificou com nenhum deles? Lá vão mais algumas opções. 


7. Concurseiro Entre Aspas - Finge que estuda. É aquele que está nesse status só para mostrar para os outros que está estudando para concursos públicos.


8. Concurseiro Netflix - Só estuda por temporadas. É aquele que sempre está dando início e fim a processos pequenos de estudos. Ou seja, ele não compreendeu ainda que o estudo para concursos é um processo continuado e que tem que estudar até passar. 


9. Concurseiro das Antigas - Vive preso ao passado, quando era mais fácil de conseguir a aprovação. É aquele que estudou para concursos públicos há muito tempo e não consegue entender que o mundo dos concursos mudou. Ou seja, não consegue entender que a metodologia de estudos para concursos agora é outra e não pode ser pautada somente pelo uso de apostilas.


10. Concurseiro Homer Simpson - Coloca a culpa nos outros dos seus problemas e insucessos. É aquele que, assim como o Homer Simpson, está sempre preso à uma teoria da culpabilidade. Ele não consegue fazer uma autoanálise e ver as dificuldades que ele tem para passar em um concurso público. Ao contrário, prefere colocar a culpa da sua falta de aprovação nos outros. 


Por fim, o professor Leonardo Murga deixa uma mensagem a todos os concurseiros. “Existem diversos erros recorrentes cometidos por concurseiros durante a trajetória de estudos. Conhecê-los é fundamental para não repeti-los, seja por meio da mudança de postura, ou procurando suporte profissional adequado. Além disso, é preciso entender que o processo de estudo para concurso público é difícil, mas é temporário. E só depende de cada concurseiro fazer com que ele seja realmente temporário”, finaliza o professor.


Confira outras dicas clicando aqui


Postar um comentário

0 Comentários