Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Audiências públicas sobre planos de saneamento e de gestão de resíduos ocorrem segunda (7) e terça (8)

05/08/2017

/ por Rosangela Chimiti
Documentos que formulam propostas para políticas por 20 anos serão debatidos em Taguatinga e no Plano Piloto

Duas audiências públicas sobre os Planos de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos e Distrital de Saneamento Básico ocorrerão na segunda (7) e na terça-feira (8), em Taguatinga e na Asa Norte, respectivamente.

“Depois de instituídos, eles serão revisados de quatro em quatro anos, para verificar se as condições da cidade se mantiveram e fazer as devidas adequações”Diego Bergamaschi, subsecretário de Acompanhamento Ambiental e Políticas de Saneamento da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos

As duas propostas criam planos de 20 anos para o manejo público de saneamento básico e de resíduos sólidos no Distrito Federal, conforme detalha Diego Bergamaschi, subsecretário de Acompanhamento Ambiental e Políticas de Saneamento da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos.

“Depois de instituídos, eles serão revisados de quatro em quatro anos, para verificar se as condições da cidade se mantiveram e fazer as devidas adequações”, explica.

Nos dois dias, a ordem das discussões será dividida de acordo com assuntos de interesse, na seguinte programação:
Das 8h30 às 10 horas: abastecimento de água potável
Das 10 horas ao meio-dia: esgotamento sanitário
Das 13h30 às 15 horas: drenagem e manejo das águas pluviais urbanas
Das 15h30 às 17h45: limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos

Em Taguatinga, a audiência será no Teatro da Praça — Setor Central, Área Especial 5 —, enquanto a da Asa Norte ocorrerá no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Distrito Federal (OAB-DF), que fica no Setor de Edifícios Públicos Norte, 516, Bloco B, Lote 7.
Consulta pública on-line

Contribuições deixadas pela população em consulta pública on-line também servirão de base para os debates nas duas audiências públicas.

Para os dois documentos, foram feitas 14 audiências em 2016. Onze na fase de pré-diagnóstico e três na etapa de diagnóstico. Nas duas, o objetivo era levantar demandas da população acerca dos planos.

“Agora estamos na fase de prognóstico e apresentação de programas e ações. Nela, fazemos uma previsão de como serão as condições pelos próximos 20 anos com a ajuda dos cidadãos, que conhecem melhor as áreas da cidade”, justifica Bergamaschi.

Participaram da elaboração dos planos os seguintes órgãos do governo de Brasília:
Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do DF (Adasa)
Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb)
Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap)
Instituto Brasília Ambiental (Ibram)
Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos
Secretaria do Meio Ambiente
Serviço de Limpeza Urbana (SLU)

Em abril de 2016, o Executivo local contratou consultoria especializada, no valor de R$ 3.381.583,89, para apoiar esses órgãos.


Últimas audiências públicas sobre planos de saneamento e de gestão de resíduos
Taguatinga
7 de agosto (segunda-feira)
Das 8 horas às 17h45
Teatro da Praça — Setor Central, Área Especial 5

Asa Norte
8 de agosto (terça-feira)
Das 8 horas às 17h45
Auditório da OAB-DF – Setor de Edifícios Públicos Norte, 516, Bloco
B, Lote 7

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós