Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Embaixada da Índia oferece aulas gratuitas de ioga

Atividade, que ajuda a melhorar a flexibilidade, concentração e resistência, acontece três vezes na semana e é aberta ao público




Toda segunda, terça e quinta, às 17h30, a embaixada da Índia oferece aulas gratuitas de ioga na sede da unidade diplomática, na 805 Sul. A atividade é aberta ao público e tem como objetivo difundir a prática milenar indiana, no Brasil. A iniciativa, que teve início em 2016, recebe, em média, 70 alunos por dia.

Autoconhecimento e consciência corporal são as maiores metas dos praticantes de ioga 


A professora Andréa Santos, de 39 anos, que dá aula como voluntária na embaixada, define ioga como uma filosofia de vida que une a mente e o corpo. Segundo ela, a atividade, que não tem contraindicação, traz diversos benefícios. “Os adeptos ficam mais fortes, flexíveis, equilibrados, concentrados e resistentes, o que resulta em uma melhora da saúde como um todo”, garante. A maior meta dos praticantes, de acordo com a profissional, é obter o autoconhecimento para alcançar o controle corporal.

A advogada Ana Luíza Castro, de 34 anos, frequenta as aulas há três meses e diz que descobriu na ioga a atividade física perfeita. “Virei fã, porque, ao som dos mantras cantados pela professora, eu me exercito, aprendo sobre uma nova cultura e me acalmo, tudo ao mesmo tempo”, declara. “O único ponto negativo é que as aulas tendem a ficar muito cheias. A dica é chegar cedo para garantir um bom lugar”, complementa.



Em média, a iniciativa recebe 70 alunos por dia. De acordo com o estudante Murilo Rocha, de 23 anos, a iniciativa consegue alcançar a meta de disseminar a cultura indiana por meio da atividade. “Desde que comecei a fazer ioga, me interesso muito mais pelos costumes e tradições da Índia”, revela. Ele diz, ainda, que a paz interior que a prática desperta é o maior benefício da aula. “Ao final, além das camisetas suadas, dá para perceber um clima zen entre todos”, descreve. “Ter essa sensação de paz em uma rotina corrida, como a de hoje em dia, é raro e, ao meu ponto de vista, extremamente necessário”, conclui.

Para frequentar as aulas, que têm duração de uma hora e meia, o interessado deve preencher um formulário com os dados pessoais e duas fotos 3×4. O documento deve ser retirado e entregue na embaixada, que necessita das informações para tomar as devidas medidas de segurança. Não é preciso se preocupar com a compra de nenhum acessório, já que a atividade é feita descalça e os tapetes adequados são fornecidos no local. Vale ressaltar que nenhuma taxa é cobrada pelos serviços.

Por Bruna Nardelli.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós