Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

MPDFT denuncia mulher que jogou filho no Lago Paranoá

03/05/2017

/ por Brasilia de Todos Nós
Criança tinha apenas cinco meses de vida e o corpo foi encontrado dois dias depois

Resultado de imagem para LAGO PARANOA
Nesta terça-feira, 2 de maio, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou Elizângela Cruz dos Santos Carvalho, acusada de matar o filho de cinco meses de idade. O crime aconteceu em 7 de abril deste ano, quando a mulher jogou o bebê da Ponte JK, no Lago Paranoá. 

A 4ª Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Brasília apresentou denúncia por homicídio qualificado pelo emprego de asfixia por afogamento. De acordo com o Ministério Público, há causa de aumento de pena porque o crime foi praticado contra menor de 14 anos. Também há o agravante de Elizângela ter se beneficiado da prevalência das relações domésticas de coabitação. A acusada confessou o crime e, se condenada, poderá pegar pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Entenda o caso

Em 7 de abril, a acusada saiu de casa acompanhada do filho mais velho e informou à família que iria ao banco e depois a uma consulta médica para o bebê. No entanto, Elizângela se dirigiu à Ponte JK, onde permaneceu parte do dia. Ela chegou a comunicar à família por meio de mensagens eletrônicas suposta intenção de se matar. Posteriormente, ela teria deixado o filho mais velho próximo ao local onde residiam, na região administrativa de Santa Maria e ordenou que o garoto fosse para a casa da avó. A mulher retornou à Ponte, onde cometeu o crime. O corpo da vítima só foi encontrado dois dias depois na SHIS QL 12, às margens do Lago. No dia 12 de abril, a acusada foi localizada e presa preventivamente.

Clique aqui para ler a denúncia.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós