Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Parques ecológicos são opções de lazer para brasilienses

22/03/2017

/ por Brasilia de Todos Nós
A capital conta com mais de 70 parques, mas nem todos são usados para o lazer e visitação pois falta infraestrutura adequada

Espalhados pela capital federal, os parques ecológicos são opções para a diversão de famílias e grupos de amigos. Além disso, são uma boa opção para aqueles que gostam de praticar atividades físicas ao ar livre. De acordo com o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), Brasília tem 73 parques criados por decreto, mas nem todos possuem uma infraestrutura adequada para receber visitação dos moradores e proporcionar lazer ao público.

De acordo com o IBRAM, o Parque Ecológico de Águas Claras recebe em média cerca de 40 mil pessoas por mês e as principais atividades realizadas são piqueniques e práticas esportivas. Frequentadora dos parques em Brasília, a contadora Stephane Amaral, 21 anos, gosta de aproveitar o lugar para andar e praticar atividades com os amigos. “O parque é um lugar tranquilo e agradável para se reunir com as pessoas que você gosta. E o melhor é que o contato com a natureza nos traz vários benefícios”, acrescenta.

Stephane aproveita o espaço para ler, além de praticar atividades físicas e se reunir com os amigos.

Stephane também conta que uma das atividades preferidas é aproveitar o espaço para ler. “Além de se reunir com os amigos, o parque é ideal para fugir do barulho da cidade, então é ótimo para ler e meditar. Gosto de ir para o parque ler, pois o clima é fresco, tem uma boa luminosidade e é bem tranquilo”.

Para a fotógrafa Juliana Arrochella, 24 anos, o local pode proporcionar lazer sem custos, como a prática de esportes e piqueniques. “Além de ser um tipo de lazer sem custos, nos permite ter mais contato com a natureza e, dependendo do planejamento de atividades para o dia, podemos praticar exercícios físicos”, explica.

Parque da Cidade Sarah Kubitschek

De acordo com a Secretaria de Turismo do Distrito Federal, o Parque da Cidade Sarah Kubitschek recebe em torno de 40 mil pessoas por semana e as principais atividades realizadas no local nos últimos dois anos foram eventos gratuitos, como os shows, apresentações musicais, teatro, encontro de food trucks, feiras e festivais.

O funcionário de um cartório na capital, Dannilo Denner, 24 anos, gosta de frequentar os parques de Brasília. “Estar em contato com a natureza nos faz relaxar depois de um dia cansativo. Aliado com uma boa companhia, pode proporcionar um momento bem bacana. É sempre uma boa opção para a gente que quer fazer algo simples. Dá uma sensação de bem-estar muito grande”, explica.

Amigos se reúnem para praticar atividades esportivas no parque

Dannilo ainda elogia a estrutura dos parques que frequenta na cidade. “Os parques de Brasília têm uma estrutura muito boa, você pode praticar várias atividades físicas como futebol e vôlei. Mas permite também que você faça um piquenique, que você se reúna com os amigos para passar um tempo juntos. Além da oportunidade de conhecer novas pessoas e estender seu círculo social de contatos. Tudo isso em um só lugar. Além de ser muito bom, é muito cômodo”, finaliza.

A arquiteta, urbanista e paisagista Michelle da Silveira, explica que os espaços públicos eficientes devem ser atrativos, flexíveis, acolhedores, qualificados espacialmente e equipados adequadamente para acolher os diferentes tipos de usuários. “Além disso, os locais devem proporcionar inúmeras melhorias na qualidade de vida humana e no meio urbano, com a possibilidade de encontros e interações sociais, que estimulem o relacionamento entre as pessoas e destes com as áreas verdes, favorecendo seu bem-estar”, esclarece.

Por: Hamanda Viana

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós