Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Jogo entre Flamengo e Vasco tem esquema de segurança definido

22/03/2017

/ por Paulo Melo
Separação das torcidas e escolta estão entre as medidas. Expectativa da partida neste domingo (26), no Estádio Mané Garrincha, é de 40 mil pessoas

Representantes da organização da partida entre Flamengo e Vasco discutiram com forças de segurança pública do Distrito Federal o plano de ação que será executado para o jogo que ocorre neste domingo (26). Foto: Pedro Ventura.

O plano de ação para o jogo entre Flamengo e Vasco, definido pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, apresenta estratégias como a separação e a escolta das torcidas organizadas, desde a chegada ao Estádio Mané Garrincha até a dispersão do público, após o final da partida.
As determinações foram estabelecidas com base no projeto apresentado nesta quarta-feira (22) pelos organizadores dos dois times escalados para o evento, em reunião com representantes das forças de segurança do Distrito Federal.

Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e a administração do estádio participaram da reunião com os organizadores, conduzida pelo coronel Leonardo Sant’Anna, subsecretário de Operações Integradas da Segurança Pública.
Locais destinados às torcidas organizadas serão isolados com placas metálicas de 2 metros de altura

A estimativa é que 40 mil pessoas compareçam ao estádio neste domingo (26) para acompanhar o jogo pela quarta rodada da Taça Rio. Como nas ocasiões anteriores, os locais destinados às torcidas organizadas terão isolamento com placas metálicas de 2 metros de altura.

A contenção será na entrada e dentro do estádio. As arquibancadas inferiores e central foram reservadas para a torcida mista.

A torcida organizada do Flamengo vai acessar o estádio pelo portão X, voltado para o Autódromo de Brasília. Já a organizada do Vasco acessará o local pelo portão S, em frente ao Ginásio Nilson Nelson.

“Todo o caminho das torcidas organizadas será fechado de forma que elas não tenham contato visual entre si”, explicou Wanderley Benevides, da equipe de planejamento dos jogos do Flamengo no DF.
"Garantimos que quem vier ao estádio com seus familiares vai sair com um grande espetáculo sem problemas"Leonardo Sant’Anna, subsecretário de Operações Integradas da Segurança Pública

O subsecretário Leonardo Sant’Anna prevê um evento com estrutura organizada o suficiente para evitar maiores transtornos. “Nós garantimos que quem vier ao estádio com seus familiares vai sair com um grande espetáculo sem problemas.”

Os portões estarão abertos, como de praxe, duas horas antes da partida, às 16h30. Itens como instrumentos musicais, guarda-chuvas, fogos de artifício, capacetes, sinalizadores e armas brancas estão proibidos. São permitidas apenas bandeiras sem mastro.
Aparato operacional

De acordo com os organizadores, serão destinados 355 seguranças privados, 4 ambulâncias, 1 posto médico e 42 brigadistas para garantir a segurança interna do estádio. Pelo menos 35 profissionais, segundo eles, ficarão na área em volta do campo.

A Polícia Militar ficará responsável pela escolta dos jogadores e equipe técnica, a segurança externa e o apoio dentro do estádio. Equipes do Corpo de Bombeiros também vão dar suporte ao evento. Já a Polícia Civil vai concentrar as ocorrências, se houver, na 5ª Delegacia de Polícia, na área central.
Estacionamentos disponíveis

O Batalhão de Trânsito da Polícia Militar orienta os torcedores a deixar o carro nos seguintes locais:
Colégio Militar de Brasília
Tribunal de Contas do Distrito Federal
Palácio do Buriti
Parque da Cidade
Clube do Choro
Centro de Convenções
Funarte

Com tantas opções, a PMDF adverte que estacionar em canteiros e calçadas não será permitido.

A princípio, nenhuma via na área central de Brasília será interditada pela Polícia Militar, que fará o controle do trânsito nas imediações do estádio. A instituição também vai auxiliar na travessia dos pedestres, em dois pontos do Eixo Monumental – Vias S1 e N1.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós