Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

CIDADES DO DF: Brazlândia produz grande parte do que é consumido no DF

01/03/2017

/ por Brasilia de Todos Nós
Brazlândia foi fundada em 5 de julho de 1933. Antes da transferência da capital para o Planalto Central, Brazlândia era um povoado que integrava a área rural do município goiano de Luziânia

A origem do nome da cidade está associada à localização do povoado, próximo à fazenda da família Braz, às margens da antiga rodovia Goiânia-Planaltina.

Quando Brasília foi inaugurada, Brazlândia tinha menos de mil moradores. Atualmente conta com 53,8 mil habitantes, segundo a PNAD-2011. Ao longo dos anos, a cidade tornou-se uma das maiores produtoras de hotifruti granjeiros do DF e experimentou avanços na área social, como a forte queda do analfabetismo (de 6,7% da população em 1997 para 3,2% em 2011) e o aumento no número de pessoas que possuem nível superior completo (de 1,9% em 1997 para 4,7% em 2011). O coeficiente de Gini, que mede a disparidade entre os mais ricos e os mais pobres, caiu de 0,502 (1997) para 0,464 (2011) – quanto mais próximo de um, maior a disparidade entre as classes numa região.

A IV Região Administrativa vive uma onda de desenvolvimento. Nos últimos anos, pesados investimentos públicos e privados refletiram-se no asfaltamento de ruas e avenidas, na expansão do comércio e na abertura de novos setores residenciais. Hoje há cerca de 1,2 mil empresas instaladas. Brazlândia, porém, continua sendo um polo agropecuário estratégico.


Dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) indicam que cerca de 2,8 mil propriedades rurais produzem 34% de tudo o que é consumido no Distrito Federal. O cultivo de morango é o carro-chefe. Brazlândia, que está a 45 km de Brasília, é a sétima maior produtora da fruta no país e a primeira da Região Centro-Oeste.

A Festa do Morango, evento destinado à exposição e a vendas do produto in natura, é tradicional. Realizada entre a última semana de agosto e a primeira semana de setembro, todos os anos atrai visitantes, inclusive de outros estados. Receitas à base da fruta e a incrível variedade encantam turistas e produtores. A feira chega a receber mais de 200 mil visitantes. Entre as atrações da festa estão: shows musicais, parque de diversões e apresentações culturais. Além do morango, Brazlândia também se destaca pela produção de leite: a cidade é a terceira bacia leiteira do Distrito Federal.

A área de 474 km• abriga diversos paraísos naturais, como Chapada Imperial, Barra do Dia, Paraíso na Terra, cachoeira de Mumunhas, Poço Azul. A administração investe na divulgação desses destinos como opção para o ecoturismo e o turismo rural. Para isso, foi criado o Centro de Atendimento ao Turismo, que tem por objetivo atrair os visitantes, aumentar os empregos e aquecer a economia local.

Resultado de imagem para brazlandia

Brazlândia é dividida em Setor Tradicional, onde nasceu a cidade, Setores Norte e Sul, Vila São José, Bairro Veredas e os núcleos rurais Alexandre Gusmão, Dois Irmãos, Engenho Queimado, Desterro, Chapadinha e Barreiro. O distrito urbano é constituído de 25 escolas; um hospital regional; três centros de saúde; uma Delegacia de Polícia Civil; um Batalhão de Polícia Militar; uma Companhia Regional de Incêndio do Corpo de Bombeiros; 2 mil empresas de pequeno, médio e grande portes no meio econômico; nove linhas para o Plano Piloto, Taguatinga e Ceilândia e quatro linhas para a zona rural.


Nos anos 70 Brazlândia transformava-se num centro de peregrinação para milhares de devotos do Menino Jesus. A Imagem que está no Santuário em Brazlândia, foi esculpida por um artista Romano e ficava no Convento das Irmãs do Menino Jesus, nas proximidades da Basílica de Santa Maria Maior, em Roma. A sua transferência para o Brasil chegou a ser ameaçada pelo Ministério da Educação e Cultura da Itália, alegando que a imagem, pelo seu valor histórico e espiritual, pertencia ao patrimônio nacional. Superado o impasse, a imagem veio diretamente de avião de Roma para Brasília. Um dia após a sua chegada exatamente às 15h30 de 23 de setembro de 1972, o arcebispo de Brasília, dom José Newton de Almeida Baptista, entregava à população de Brazlândia a valiosa relíquia. Com a chegada da imagem os milagres foram acontecendo. 

Era necessário construir um templo 

Depois de três anos, surgia o templo do Santuário Menino Jesus, mas a fé e a religiosidade do povo Brazlandense foi crescendo constantemente e era necessário construir um ainda maior. Em função dessa fé e religiosidade é que o Padre João Ignácio Perius, atual pároco do Santuário, teve a idéia de construir o novo templo com apoio dos fiéis, da comunidade local e empresários da cidade. 

Para surpresa de muitos e com a graça de Deus, a construção iniciou-se com doações dos fiéis, festas religiosas, bingos, bazares e ajuda de pequenos empresários da cidade. O Santuário ainda não está acabado, mas já recebe pequenas Romarias em Brazlândia, como por exemplo, peregrinos de todo o Brasil na festa mais conhecida da cidade: A Festa da Mãe com o Filho. Outro evento que recebe muitos Romeiros e devotos do Menino Jesus é a caminhada de 30 KM que se faz no dia 20 de Dezembro, para comemorar o dia da dedicação do Santuário. E para expressar esta data tão importante, é realizada uma celebração solene no dia 20 de cada mês, com a Exposição e Adoração do Santíssimo, o Ofício da Imaculada Conceição, Terço da Libertação, Terço da Misericórdia e Missa. O novo Santuário, ainda não concluso, passa a ser um Centro de irradiação espiritual de muita fé e de muito amor, não somente no Planalto Central, mas em todo o Brasil. Mais uma vez concretizam-se as proféticas palavras do Menino Jesus: «Quanto mais me honrardes, mais Eu vos favorecerei». 

A importância dos Santuários na história do Cristianismo 

A função de todos os Santuários é despertar a fé, celebrar a reconciliação e reanimar a esperança. O povo de Deus é sempre atraído aos Santuários. Alguns por curiosidade turística, mas a grande maioria pela busca do mistério, do sobrenatural, do alívio para seus sofrimentos, do milagre, e outras vezes simplesmente movido pelo desejo misterioso de chegar mais perto de Deus. É a busca. Os Santuários são lugares especiais, privilegiados, onde Deus manifesta, de modo muito sensível, a sua misericórdia. Sabemos, pela nossa fé, que Deus, na história da salvação sempre esteve com seu povo, em qualquer terra, em qualquer lugar, em qualquer tempo, mas, por disposição desse mesmo Deus de bondade, certos lugares recebem, de forma única, a sua manifestação. São os Santuários. Desde o Antigo Testamento os Santuários são pontos de referência para quem busca servir a Deus. As festas antigas eram realizadas no Santuário em Jerusalém, para onde se dirigiam os judeus de todo o mundo. O Evangelho conta-nos que Jesus, a sua Mãe e S. José iam anualmente a Jerusalém prestar, publicamente, seu acto de adoração a Deus (Lc 2,41-42). Dentro do Cristianismo, são inúmeros os Santuários espalhados pela terra. Já nos primeiros séculos era costume do povo Cristão ir a Roma visitar os túmulos dos Apóstolos Pedro e Paulo. Essa caminhada a Roma chamava-se “romaria”. Hoje o Santuário do Menino Jesus é o 2º maior do Brasil. Tem capacidade para acolher 10.000 pessoas sentadas e em pé. No interior do Santuário, atrás do altar, está o quadro da Santa Ceia, o maior quadro em alto relevo do mundo, obra de arte doada por um casal de Luteranos da Suíça. Na parte inferior foi construída a Galeria João Paulo II, onde ficará a doação que o Vaticano fez do Papa-móvel, veículo usado por João Paulo II nas suas visitas pelo mundo. Esta relíquia ficará no Santuário, exposta para sempre aos peregrinos e visitantes. Na segunda e última etapa das obras do Santuário, será construído um heliporto, um auditório para 1.000 pessoas, 20 salas para catequese e uma praça para celebrações e festividades religiosas.

Administração Regional: 
Área Especial 04, lote 1
Setor Tradicional– Brazlândia-DF, CEP: 72720-640
Fones: (61) 3479-8000/3479-8001/3479-8009
Faxs: (61) 3391-7059/3391-7059
Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós