Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Capacitação dos funcionários pode destacar empresas durante a recessão

09/03/2017

/ por Paulo Melo
Com a publicação dos dados do IBGE, empresas procuram meios de atrair clientes e se manter

Resultado de imagem para qualificacao
As empresas brasileiras têm enfrentado maus momentos. Segundo dados divulgados pelo IBGE no início deste mês, em 2016 enfrentamos a pior recessão da história, com queda de 2,7% no setor de serviços e 3,8% na indústria. Nesse cenário, as empresas enfrentam a difícil tarefa de se destacar, enquanto os gastos estão sendo forçados a diminuir. “Quando gastos não essenciais precisam ser cortados, só sobrevive a empresa que melhor desempenhar suas funções. E desempenho vem da preparação”, explica Fernando Antunes, diretor da Brasília Marketing School.

Segundo Fernando, o mercado tem a necessidade de profissionais sempre atualizados. Então, a busca por novos conhecimentos deve ser constante. “A atualização não tem hora, não tem momento. Pode ser quando você está iniciando a sua carreira, pode ser quando você quer crescer profissionalmente, na empresa ou instituição que trabalha ou no seu próprio negócio, ou até mesmo quando está em busca de recolocação no mercado ou precisa dar aquele upgrade no currículo”.

Contudo, investir nos funcionários já contratados pode ser mais rentável do que buscar por novos profissionais. Uma vez que ter uma equipe capacitada e sempre atualizada pode ser crucial para que uma empresa se destaque, a diferença entre a visibilidade e o esquecimento pode depender do investimento da própria empresa em capacitação. “É ótimo quando o funcionário tem a iniciativa de se atualizar por conta própria, mas às vezes ele pode precisar de um ‘empurrãozinho’, seja por motivo de desconhecimento da necessidade, seja por dificuldade no acesso à essa formação extra. Um funcionário sempre atento às novas práticas de mercado pode trazer mais produtividade e competitividade para a empresa como um todo”, explica.

“A necessidade de atualização constante é ainda maior quando se trata da área de Marketing”, explica Fernando. Segundo ele, por ser um campo sempre dinâmico e que se reflete diretamente nas vendas, é preciso um cuidado maior. “É uma área que está em constante mudança, não apenas dos meios e ferramentas, mas também o próprio comportamento humano muda ao longo do tempo. Como o centro das atividades de marketing e comunicação são as pessoas, deve-se sempre estudar o que existe de novidade para manter-se ativo no mercado”, pontua.
Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós