Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Esquema de segurança do Desfile da Independência contará com 1,6 mil servidores

Os dois sentidos da Esplanada dos Ministérios serão fechados da altura da Rodoviária do Plano Piloto até o Palácio do Planalto, das 22 horas de hoje (6) às 14 horas desta quarta-feira (7)

Cerca de 40 mil pessoas são esperadas pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social para o Desfile da Independência nesta quarta-feira, 7 de setembro. Para assegurar a tranquilidade da comemoração do 194º aniversário da independência do Brasil, aproximadamente 1,6 mil servidores do governo de Brasília foram destacados.

Além de 1,5 mil policiais militares, atuarão na Esplanada dos Ministérios bombeiros militares, agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) e policiais civis. Uma delegacia móvel percorrerá o local para auxiliar no atendimento da 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte).

A Polícia Militar (PM) reforçará o policiamento na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto e na Praça dos Três Poderes, onde será a concentração dos alunos das escolas públicas. Também haverá reforço na segurança entre o terminal rodoviário e o Teatro Nacional, entre a Catedral Metropolitana de Brasília e o viaduto da L2 com a S2, entre a Alameda das Bandeiras e o Congresso Nacional e nas proximidades das grades e dos tapumes no espaço de recuo da tropa do desfile.
Objetos proibidos no desfile de 7 de setembro

A Polícia Militar fará revista pessoal na rodoviária, nas L2 Sul e Norte e nas escadarias dos ministérios. Não será permitido portar objetos de vidro ou cortantes, fogos de artifício, hastes para bandeiras e máscaras. Também estão proibidos o trânsito de ciclistas nas vias de acesso durante o treinamento e o desfile e o uso de infláveis, de drones, de pipas e de qualquer outro elemento não autorizado no espaço aéreo. Ninguém poderá assistir ao desfile em cima de árvores ou das grades de proteção.

O DFTrans fará esquema de domingo, com 40% da frota em atividade. No entanto, caso haja demanda, as empresas poderão reforçar o atendimento.

A PM orienta que o público leve somente o essencial, como água, protetor solar, pouco dinheiro e documento. As crianças devem estar identificadas.

A segurança na Via N1, do Palácio do Planalto até a Rodoviária do Plano Piloto, estará sob a responsabilidade do Exército Brasileiro, que prevê um efetivo de 1,4 mil militares. Quanto à possibilidade de manifestações, a Secretaria da Segurança Pública do DF garante que há planejamento para necessárias contingências.

A partir das 7 horas, o Centro Integrado de Comando e Controle Regional será acionado para acompanhar o evento em tempo real, por meio das câmeras de segurança.
Como ficam o trânsito e o transporte coletivo

Serão interditados os dois sentidos da Esplanada dos Ministérios, da altura da Rodoviária do Plano Piloto até o Palácio do Planalto. As pistas estarão fechadas a partir das 22 horas desta terça-feira (6), e a previsão é que sejam reabertas às 14 horas de quarta (7). Se houver necessidade, outras vias podem ser bloqueadas.

Para acesso ao evento, estarão liberadas a N2 e a S2, além dos estacionamentos dos anexos dos ministérios, acessíveis pelas S2 e N2. Ficarão disponíveis também os bolsões da plataforma superior da rodoviária e dos Setores de Autarquias Sul e Norte.

Para evitar congestionamentos, os organizadores sugerem que as pessoas saiam mais cedo de casa ou usem o transporte público. No metrô de Brasília, o funcionamento será das 7 às 19 horas. Quanto aos ônibus, o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) fará esquema de domingo, com 40% da frota em atividade. No entanto, caso haja demanda, as empresas poderão reforçar o atendimento nas linhas de ligação das regiões administrativas com a Rodoviária do Plano Piloto.
Água gratuita para o público na Esplanada dos Ministérios

A Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) distribuirá cerca de 20 mil copos de água, com 200 ml cada um. O público contará com cinco pontos fixos, cada um com caixas de 500 litros, instalados ao longo da N1; com dois caminhões, com 5 mil litros de água cada um, na Praça dos Três Poderes e no gramado próximo à rodoviária; e com cinco unidades móveis, com 500 litros cada uma, nas entradas de acesso ao desfile.

A Caesb atenderá também os postos de saúde nas tendas do Exército. Todos os órgãos dos governos de Brasília e federal receberão água da companhia, bem como as tribunas para autoridades. Para facilitar a localização dos pontos de distribuição, haverá placas de sinalização.
150 ambulantes poderão vender produtos durante o Desfile da Independência

Das 7 às 20 horas, doze fiscais da Agência de Fiscalização (Agefis) percorrerão o perímetro para coibir a ação de ambulantes não autorizados. Cento e cinquenta pessoas já cadastradas pela autarquia poderão comercializar produtos durante o desfile.

Não será permitida a venda de bebidas alcoólicas, sucos e refrigerantes em garrafas de vidro, pipas, balões infláveis e quaisquer brinquedos flutuantes que possam colocar em risco a participação das aeronaves da Esquadrilha da Fumaça. Churrasquinhos deverão ser vendidos em pratos plásticos, de papelão ou isopor, e não em espetos.
Limpeza na Esplanada dos Ministérios na quarta-feira (7)

Sessenta garis do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) ficarão responsáveis pela manutenção da área, com o apoio de dois caminhões-pipa, um caminhão coletor, um caminhão caçamba e de lixeiras ao longo de todo o percurso.

Já a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) fará duas ações antes do desfile: poda de árvores ao longo da Esplanada dos Ministérios e limpeza das arquibancadas.
Início do desfile de 7 de setembro em Brasília

O Comando Militar do Planalto, do Exército Brasileiro, programou para as 9 horas o início do Desfile da Independência — o término será por volta das 11 horas. Conforme planejado pela Presidência da República, o percurso seguirá o fluxo no sentido do Palácio do Planalto para a Rodoviária do Plano Piloto.

As arquibancadas têm capacidade para 20 mil pessoas. A apresentação terá 836 militares a pé, 90 viaturas, banda marcial com 80 músicos, 60 integrantes do Batalhão da Guarda Presidencial fazendo demonstrações, 240 cavaleiros e 194 encarregados da segurança e do cerimonial.
1,2 milNúmero de estudantes da rede pública de Brasília que participarão do desfile cívico-militar

Entre os destaques está a participação da Banda Marcial do Exército, recém-instituída. No desfile a pé, um dos pontos altos será a apresentação das tropas da 3ª Brigada de Infantaria Motorizada, equipadas com o novo fuzil IA-2.

Percorrerão o trajeto as viaturas do sistema de defesa antiaérea, empregadas nos jogos da Olimpíada em Brasília. Oito viaturas blindadas de transporte de pessoal, chamadas de Guarani, também seguirão no percurso, além da 1ª Bateria de Mísseis e Foguetes do Sistema Astros 2020.

Em relação ao ano passado, algumas novidades são o Grupamento Feminino, com 90 integrantes, e o pelotão de cavalaria mecanizado.

Por volta das 9h15, cerca de 1,2 mil estudantes das escolas públicas de Brasília participarão do desfile cívico-militar. Segundo a Secretaria de Educação, as 14 regionais de ensino de Brasília estarão representadas e divididas em 18 blocos.

O grupo escolheu o tema Olimpíadas para a edição deste ano. A apresentação deve ilustrar modalidades esportivas como basquete, bocha, caratê, ciclismo, futebol, ginástica rítmica, judô, natação, tênis, vela e vôlei.

Bandas das regiões administrativas do Gama, do Guará e de Santa Maria vão acompanhar o pelotão, ao som de músicas temáticas dos jogos olímpicos.


Às 10h30, ocorrerá um dos momentos mais emocionantes. Como todos os anos, a Esquadrilha da Fumaça, da Força Aérea, riscará o céu. Antes disso, , por volta das 10h15, será o desfile da tradicional pirâmide humana do Batalhão de Polícia do Exército de Brasília.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós