Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Polícia realiza busca e apreensão na CLDF e Justiça determina afastamento de toda Mesa Diretora

A Polícia Civil e a Procuradoria-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios realizam uma operação de busca e apreensão na Câmara Legislativa desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (23)

Foto: Douver Barros.
A Polícia Civil e a Procuradoria-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios realizam uma operação de busca e apreensão na Câmara Legislativa desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (23). Os alvos da ação são os gabinetes da Presidência da Casa e dos membros da Mesa Diretora. Malotes de documentos e computadores estão entre os objetos apreendidos e encaminhados para a Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública (Decap), onde os distritais prestam depoimentos.

A presidente da Câmara, Celina Leão, o primeiro-secretário da mesa, Raimundo Ribeiro; o segundo secretário, deputado Julio César; o terceiro secretário, Bispo Renato Andrade; o servidor da Câmara, Alexandre Braga Cerqueira; o ex-servidor, Valério Neves Campos; e o ex-presidente do Fundo de Saúde do DF Ricardo Cardoso dos Santos são alvos da Operação Dracon, da Polícia Civil do DF, que cumpre 15 mandados de busca e apreensão, condução coercitiva, além do afastamento cautelar.

O objetivo da operação é buscar provas dos crimes de corrupção ativa, passiva ou concussão envolvendo os distritais e servidores. Eles foram afastados, mas mantêm o exercício das funções de deputado distrital.

O presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Jeizon Allen Lopes, critica a falta de concursos públicos para a Câmara Legislativa e diz que considera vulnerável a envolvimento em casos de corrupção, servidores de indicação política.

“Isso é apenas um indício, um elemento de um problema que a Câmara tem há muito tempo, que é o excesso de apadrinhamento político. Desde 2005 não há concurso público. Só houve três desde que a casa foi criada”, lembra. “Um servidor de carreira, que tem uma carreira a zelar, vai pensar uma, duas, dez, mil vezes antes de se submeter a ser garoto de recados de eventuais propinas”, completa o sindicalista.

Juarezão assume

Com afastamento cautelar da Mesa Diretora, o deputado Juarezão (PSB), eleito vice-presidente da Casa nessa segunda (21), irá assumir a presidência, junto com os respectivos suplentes dos cargos.

No lugar do primeiro secretário Raimundo Ribeiro (PPS), assume Agaciel Maia (PR). Na segunda e terceira secretaria estarão a frente o deputado Lira (PEN) e Rodrigo Delmasso (PTN).

Relembre

Os órgãos apuram os supostos casos de desvio de recursos públicos denunciados pela então vice-presidente da Câmara, Liliane Roriz, que entregou áudios de conversas entre os distritais. Segundo a denúncia, os investigados teriam participado de um suposto esquema que destinava R$ 30 milhões de sobras orçamentárias de 2015 a empresas que prestam serviços à Secretaria de Saúde do DF, principalmente na área de UTI, Unidade de Terapia Intensiva.

Na última quarta (17), a Polícia Civil realizou buscas e apreensões em secretarias do Palácio do Buriti e em casas de servidores comissionados do Governo de Brasília, com o objetivo de obter provas sobre os casos denunciados pela presidente do Sindicato dos Servidores na Saúde do Distrito Federal (SindSaúde), Marli Rodrigues.


Com informações do Jornal de Brasília.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós