Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Segurança de motociclistas é tema de debate

Seminário promovido pelo Detran-DF discute medidas educativas para reduzir a quantidade de acidentes de trânsito que envolvem motos. Nos primeiros quatro meses deste ano, 23 motociclistas morreram nas ruas do Distrito Federal

Nos dias 12 e 14 deste mês ocorre o 1º Seminário sobre Segurança Motociclística, no auditório da Escola de Governo. O encontro tem o objetivo de debater ações ligadas à segurança do motociclista, a fim de reduzir o número de mortes no trânsito do Distrito Federal.
Cerca de 100 pessoas que atuam direta ou indiretamente na prevenção de ocorrências envolvendo motociclistas vão participar do seminário. São eles, profissionais de saúde, segurança, fiscalização, engenharia e representantes de motoclubes.

Durante os dois dias do encontro, que já está com as inscrições encerradas, será abordado o papel da educação para evitar acidentes, as estatísticas sobre a mortalidade de motociclistas e o atendimento às vítimas, entre outros assuntos. A iniciativa é da Diretoria de Educação de Trânsito, do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF).

De acordo com a diretora de Educação de Trânsito do Detran, Gláucia Simões, esse primeiro debate é voltado para pessoas que trabalham na área, pois as conversas servirão de subsídio para o primeiro curso de direção defensiva para motociclistas ministrado pelo Detran, previsto para acontecer em setembro. “Teremos mediadores e palestrantes da Polícia Civil, da rede de saúde e especialistas do Detran abordando questões referentes a legislação, primeiros-socorros e paz no trânsito”, destacou a diretora. Gláucia ressalta que os índices de mortes no trânsito envolvendo motociclistas têm diminuído e que isso se deve a vários fatores. “Quando se fala em redução de óbitos, falamos no somatório das ações de fiscalização, educação e sinalização”, explica.

Número de mortes envolvendo motociclistas

Nos primeiros quatro meses deste ano, houve 115 mortes no trânsito, sendo que 23 envolviam pilotos em motos. Os outros foram 44 pedestres, 26 motoristas, 19 passageiros e três ciclistas. Segundo a diretora, os números são muito expressivos se levarmos em consideração a quantidade de motos e carros.
O Distrito Federal tem aproximadamente 267 mil motocicletas de uma frota de cerca de 1,6 milhão de veículos, de acordo com dados do Detran.

Ainda conforme levantamento do Detran-DF, as ocorrências envolvendo motos não atingem somente os motociclistas. Em 2015, por exemplo, dos 110 pedestres mortos em vias urbanas e rodovias que cortam o Distrito Federal, 21 foram vítimas de atropelamento por motocicletas. Ainda foram vítimas de acidentes com motos 11 passageiros, quatro ciclistas e um condutor de veículo.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós