Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Rollemberg e secretários avaliam os 18 meses de gestão

Durante a reunião, na manhã desta terça-feira (5), foi feito um balanço das ações e das propostas do governo de Brasília

Foto: Dênio Simões.
Na manhã desta terça-feira (5), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, reuniu-se com o secretariado e com os presidentes das empresas públicas e autarquias para avaliar as ações e os programas dos primeiros 18 meses de gestão. O presidente da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), Lucio Rennó, apresentou a conjuntura econômica do País e as projeções para o segundo semestre deste ano e para 2017. “Apesar de o desemprego ser historicamente alto no Distrito Federal, nós temos uma massa salarial constante. A economia local está focada no setor de serviço, que funciona como amortecedor da economia”, afirmou Rennó.

A secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, falou sobre a divisão dos recursos do orçamento do Distrito Federal, de R$ 32,6 bilhões. A maior parte — R$ 20,09 bilhões — é para o pagamento de pessoal. Leany destacou a importância de o governo ser unificado e atento às atividades das diversas áreas e da necessidade permanente de estar em contato com a população. “Nós somos os porta-vozes e os ouvidores do governo”, afirmou.

Rodrigo Rollemberg falou sobre os avanços da gestão no período. “Investimos na construção do Bloco 2 do Hospital da Criança, nas obras do Trevo de Triagem Norte e no equilíbrio econômico e financeiro do Distrito Federal, que está fazendo investimentos em infraestrutura importantes, como Sol Nascente, Pôr do Sol, Buritizinho e Porto Rico”, citou. Além das obras, o governador falou de programas sociais, como a universalização da educação infantil para crianças de 4 e 5 anos, o Habita Brasília e a expansão da atenção primária na Saúde, por meio das organizações sociais. “O objetivo é alinhar o governo para avanços fundamentais para a população de Brasília”, reforçou.

Na segunda etapa da reunião, os participantes se dividiram em oito grupos para compartilhar as experiências de boas práticas de gestão. Cada um contou aos colegas o que tem feito para simplificar os processos produtivos e aumentar a interação com a sociedade. Ao fim dos debates, os representantes de cada mesa apresentaram um panorama geral do que foi discutido.

Compareceram à 1ª Reunião de Avaliação Estratégica os 24 secretários de Estado e os 30 diretores e presidentes das autarquias, fundações e empresas públicas que compõem o governo de Brasília.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós