Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Rocha é implodida para permitir obras de mobilidade na saída norte

Operação ocorreu na tarde deste domingo (17) e envolveu 163 servidores de diversos órgãos do governo de Brasília

Um trecho de 5,2 quilômetros entre os balões do Torto e do Colorado foi interrompido. Foto: Tony Winston.
A operação do governo de Brasília para implodir uma rocha de 100 metros de comprimento por 70 de largura na saída norte ocorreu conforme o planejado. Às 15h50 deste domingo (17), a pedra gigante foi detonada por 1,1 tonelada de explosivos. Para garantir o sucesso da ação, as dinamites foram distribuídas em 497 perfurações. A intervenção foi necessária para tornar possível as obras de Ligação Torto-Colorado e do Trevo de Triagem Norte, que devem desafogar o trânsito na região, por onde passam mais de 100 mil veículos todos os dias. As populações de Planaltina e Sobradinho serão as maiores beneficiadas.

Por segurança, moradores de 37 casas e cinco estabelecimentos comerciais num raio de 300 metros da rocha tiveram de deixar seus domicílios durante a operação. A fim de amenizar impactos causados pelos fragmentos, os responsáveis pela implosão colocaram argila sobre a pedra. O Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, e a construtora responsável pelas obras no local, a JM Terraplanagem e Construções, inspecionaram o local da explosão para se certificarem que nenhuma dinamite permanecia ativa. Como cerca de 10% da carga não explodiu, foi necessária uma segunda detonação. Já agentes da Defesa Civil periciaram as casas e os comércios a fim de verificar se não houve abalos nas estruturas dos imóveis.

Os acessos ao Setor Habitacional Taquari e às chácaras na região foram bloqueados às 14h50. Cinco minutos depois, os carros deixaram a via e um trecho de 5,2 quilômetros entre os balões do Torto e do Colorado foi interrompido. O diretor-geral do DER, Henrique Luduvice, explicou que devido à dimensão da rocha, outras explosões serão necessárias para quebrá-la por inteiro e liberar o acesso das máquinas e homens que trabalharão no local. “Seguramente teremos mais implosões no mesmo ponto, pois temos de remover todos os obstáculos para permitir as escavações necessárias durante as obras de mobilidade”, destacou.

O subsecretário de Proteção e Defesa Civil, coronel Sérgio José Bezerra, disse que a detonação transcorreu dentro do esperado. “A operação foi um sucesso em termos de segurança, porque não ocorreu lançamento de pedras na rodovia”, afirmou.
"A operação foi um sucesso em termos de segurança, porque não ocorreu lançamento de pedras na rodovia"subsecretário de Proteção e Defesa Civil, coronel Sérgio José Bezerra

A Defesa Civil estima de 12 a 15 outras detonações, que, em um primeiro momento, estão previstas para ocorrer nos fins de semana subsequentes. A força-tarefa para explodir a pedra neste domingo envolveu 163 servidores de diversas instituições: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF), Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Companhia Energética de Brasília (CEB), Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

12 obras para desafogar o trânsito
Serão 12 obras no Trevo de Triagem Norte, entre pontes, viadutos e túneis, feitas para distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto. Foto: Tony Winston

Serão 12 obras no Trevo de Triagem Norte, entre pontes, viadutos e túneis, feitas para distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto, levando ao Eixo Rodoviário Norte-Sul, à W3, aos Eixinhos Leste e Oeste e à L2. Somadas às passagens previstas na Ligação Torto-Colorado — construção de uma pista marginal à DF-003 e novos acessos aos condomínios —, serão 23 intervenções.

No total, as benfeitorias vão custar R$ 207 milhões — R$ 146 milhões vêm do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com R$ 51 milhões de contrapartida do governo de Brasília e R$ 10 milhões da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós