Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Divulgado circuito de apresentações do Brasília Junina

Seis cidades recebem os eventos entre 23 de junho e 23 de julho

A Secretaria de Cultura divulgou a programação do Brasília Junina, projeto de fomento aos grupos de cultura popular do Distrito Federal. O circuito de apresentações começa em 23 de junho, em Sobradinho. Serão seis dias de festa, até 23 de julho, em seis regiões administrativas. O resultado do Brasília Junina foi publicado, no Diário Oficial do Distrito Federal, na quinta-feira (9). Foram escolhidos 22 grupos, inscritos por meio de chamamento público.

O circuito prevê a realização de festas juninas em Ceilândia, Itapoã, Paranoá, Plano Piloto, São Sebastião e Sobradinho. Em média, quatro grupos tradicionais irão se apresentar por noite. Participam equipes da cidade e também de outras regiões administrativas. “Quadrilhas de todo o Distrito Federal e da Ride (Rede Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno) se inscreveram. Para cada dia, a prioridade são as quadrilhas daquela cidade, mas as de outros locais também se apresentam”, explica a subsecretária de Cidadania e Diversidade Cultural, Jaqueline Fernandes.
Projeto-piloto

Todas as cidades, exceto o Plano Piloto, têm os eventos custeados pela Secretaria de Cultura. Na apresentação no Complexo Cultural da Funarte, a pasta fez parceria com a organização de uma festa e, por isso, não haverá pagamento de cachê. A edição deste ano é um piloto para os próximos eventos. “Queremos ampliar o circuito e incluir mais cidades a partir do ano que vem. Além disso, pretendemos diversificar as atividades e, para as próximas edições, criar também um circuito de competição de grupos quadrilheiros”, afirma Jaqueline.

Além das danças, haverá oficinas nas escolas públicas das regiões que receberão o circuito com o objetivo de promover a cultura popular. O valor do projeto é de R$ 400 mil — os recursos são provenientes de emenda parlamentar federal em convênio com o Ministério da Cultura. Desse valor, R$ 40 mil serão usados para montagem das estruturas para as apresentações e R$ 360 mil, em contratações artísticas.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós