Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Presidente da CNA defende melhoria da infraestrutura e logística para escoamento da safra

Martins alertou para a redução da competitividade do produtor rural brasileiro sem condições adequadas de infraestrutura, que incluem estradas, ferrovias, hidrovias e portos

O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, defendeu, nesta sexta-feira (29/01), a melhoria imediata nas condições de infraestrutura e logística no país para dar mais eficiência ao escoamento da produção agropecuária e ampliar a competitividade do Brasil no mercado internacional. A manifestação foi feita durante a Abertura Oficial da Colheita da Soja – Safra 2015/2016, que ocorreu ontem e hoje na Fazenda Capão Grande, em Cristalina (GO), município goiano localizado a 130 quilômetros de Brasília.

O evento reuniu as principais lideranças do setor agropecuário brasileiro e marcou o início da colheita da atual safra. Ao participar do painel “O que nos reserva o futuro econômico e político do Brasil”, ele disse que “chegou o momento de dar valor ao produtor rural”, com melhores condições de transporte para a produção para que o setor continue dando sua contribuição para o país. “Não adianta termos regiões com uma produção expressiva e um trabalho bem feito, como o que vimos aqui em Cristalina, que é referência em alta produtividade, se temos uma estrada de péssima qualidade”.

Martins alertou para a redução da competitividade do produtor rural brasileiro sem condições adequadas de infraestrutura, que incluem estradas, ferrovias, hidrovias e portos. “O produtor tem trabalhado com margens cada vez mais apertadas de lucro e um dos motivos é a falta de infraestrutura. No médio prazo, outros países também crescerão e o poder público precisa fazer com que a nossa infraestrutura não corroa nossa competitividade”, ressaltou. Afirmou, ainda, que a CNA vai continuar monitorando todos os problemas detectados pelo setor, para discutir e propor políticas e soluções às autoridades competentes.

Na avaliação de João Martins, o produtor rural brasileiro tem dado uma “excelente demonstração” de eficiência e produtividade, que deve servir de exemplo ao mundo. Sobre o atual momento econômico brasileiro, o presidente da CNA exaltou a eficiência do setor, mas fez um alerta sobre o papel da agropecuária na economia brasileira. “Eu creio que o país é muito maior do que essa crise e que nós, produtores rurais, a partir do que vimos nessa região, damos uma clara demonstração do Brasil que dá certo. Mas não podemos ser alardeados como o setor que está sustentando a economia”.

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Goiás (FAEG) e vice-presidente da CNA, José Mário Schreiner, destacou a importância do evento para mostrar o papel do setor agropecuário, citando o aumento da participação do segmento nas exportações brasileiras e na geração de empregos. Para o presidente da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), Almir Dalpasquale, a pujança da atividade e a determinação dos produtores são os fatores determinantes para que o Brasil leve alimento ao mundo.


A Abertura Oficial da Colheita de Soja Safra 2015/2016 marcou a largada para o início da colheita da oleaginosa, que deve durar até março, marcando o fim da atual safra agrícola. O evento foi uma parceria entre FAEG/SENAR, Aprosoja Brasil e o Canal Rural, e teve dois dias de programação, que teve visitas técnicas, palestras e debates. O encontro foi encerrado com um ato simbólico de cinco colheitadeiras percorrendo parte da lavoura para colher o grão.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós