Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Consórcios de automóveis crescem em 2015

A modalidade é uma alternativa para o consumidor que está planejando comprar o primeiro carro ou trocar de veículo

Os consórcios para a compra de automóveis seguem em alta neste ano. Os números da Associação Brasileira de Consórcios (ABAC) confirmam a tendência ao consumo programado.

Nos nove primeiros meses do ano, comparando com acumulado de 2014 (janeiro a setembro), o setor de veículos leves teve um aumento de 8,3% no total de participantes ativos consolidados. Alta de 15,7% no volume de crédito disponibilizado. Além do crescimento de 14,5% nas vendas de novas quotas.

No cenário de instabilidade econômica, o consórcio segue ganhando força, pois é uma forma planejada de poupar para adquirir um bem ou um serviço a médio ou a longo prazo.

Os consórcios oferecem diferentes planos. O tempo, que pode ser em até 80 meses, e o valor das parcelas variam. Assim, cabe ao participante escolher qual formato se encaixa melhor no orçamento.

Sem a necessidade de comprar renda, a modalidade se torna menos burocrática que os financiamentos e o custo tende a ser menor, pois não há cobrança de juros. A cada mês é feito um sorteio e o contemplado pode retirar o bem antes do término do plano.

Em Brasília, o consumidor encontra muitas concessionárias que oferecem a modalidade. “Com o cenário econômico, as pessoas estão buscando organizar as contas e planejar novas aquisições. E o consórcio é um investimento seguro para quem sonha com o carro novo ou com a troca do veículo”, explica Magali Giocondo, o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do DF (SINCODIV-DF).

A indústria automobilística é uma das maiores aliadas para a economia do país. Atravessando um momento de retração, o setor ganha fôlego com o sistema consórcio. Dessa forma, é possível regular a demanda e as montadoras podem planejar, manter a produção e a venda de veículos.

Essa modalidade de crédito não gera grande impacto inflacionário nos preços, mas é necessário ter conhecimento de empresas administradoras de qualidade para entrar em um bom consórcio.

“A administradora precisa estar autorizada pelo Banco Central para atuar no setor. É importante verificar as notas e reclamações de cada uma delas e estar atento às informações para criar essa modalidade de crédito com segurança e satisfação”, afirma Magali.

Dicas na hora de contratar um consórcio:

- Observe a credibilidade da empresa administradora;

- Verifique se a administradora está autorizada pelo Banco Central a atuar no setor e veja se não existem reclamações contra ela nos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon;

- Fique atento ao contrato; especialmente no que diz respeito às prestações e às taxas de adesão;

- Em casos de desistência, só é possível receber o dinheiro de volta no encerramento do grupo, isto é, até que todos os participantes tenham recebido seus bens.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós