Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Governadores apresentam Consórcio Brasil Central no Senado

Audiência pública no Congresso Nacional marca o segundo dia do 5º Fórum de Governadores do Brasil Central


Os encontros para apresentar o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central e fomentar a agenda positiva continuam na manhã desta quarta-feira (11). Os governadores das seis unidades da Federação que compõem o bloco participaram de audiência pública no Senado Federal e discutiram com parlamentares os principais objetivos da iniciativa. O encontro ocorreu durante a 38ª reunião da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo e marcou o 5° Fórum de Governadores do Brasil Central, que ocorre em Brasília desde terça-feira (10).

Participam do bloco os governadores de Brasília, Rodrigo Rollemberg; de Mato Grosso, Pedro Taques; de Goiás, Marconi Perillo; de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; do Tocantins, Marcelo Miranda; e de Rondônia, Confúcio Moura.

O governador Rodrigo Rollemberg disse estar honrado pelo fato de o consórcio ter sido formalizado no DF e pediu para que fosse iniciado um debate sobre os fundos da região Centro-Oeste. "Esses recursos nos parecem pulverizados, muitas vezes financiam atividades tradicionais, quando, na verdade, poderiam ser melhor utilizados se aplicados naquilo que é definido como prioridade pelos Estados." Para ele, é necessária atenção especial para discutir o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste. "O FCO pode contribuir para um conjunto de cadeias produtivas e não somente o proprietário de uma determinada produção."

Carteira de projetos
O presidente do consórcio, o governador de Goiás, Marconi Perillo, agradeceu o apoio da Casa, que ele considerou imprescindível, e informou que em breve entregará aos senadores uma carteira de projetos e de iniciativas para identificar como obter recursos. Ele ainda reforçou a necessidade de se discutir os fundos constitucionais disponíveis para os estados. "É preciso que seja estudado a destinação de 50% dos recursos do FCO para obras e projetos públicos."

Depois da audiência pública, os governadores reuniram-se com o presidente do Senado, Renan Calheiros, e abordaram os principais pontos que norteiam o consórcio. O grupo aproveitou a oportunidade para pedir apoio para as pautas que deseja defender. Segundo Perillo, o encontro terminou de forma positiva. "Teremos reuniões constantes com os senadores e com os deputados para apresentar e buscar a aprovação de projetos de interesse regional."

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS), parlamentar que propôs a audiência pública, caracterizou o consórcio como a "grande solução econômica e social para o Brasil". Também participaram da cerimônia os secretários de planejamento dos governos integrantes do consórcio, deputados distritais e federais, o ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, e o superintendente do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Cleber Ávila.

Brasil Central
O bloco foi criado em 3 de julho, durante o Fórum de Governadores do Centro-Oeste, em Goiânia (GO), e o DF passou a integrá-lo oficialmente em 4 de outubro, com a aprovação do Projeto de Lei nº 677, de 2015, na Câmara Legislativa.

As unidades federativas têm o objetivo de fomentar o crescimento individual e regional a partir da cooperação entre os chefes da administração pública de cada localidade. A ideia é aumentar a competitividade econômica dos estados e do DF, compartilhar experiências para qualificar o ensino básico nas seis unidades federativas e estimular o empreendedorismo criativo nas regiões. O 6º Fórum de Governadores do Brasil Central ocorrerá em dezembro, em Roraima.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós