Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Eco-driving: faz bem ao bolso e à natureza

Veja as dicas que ajudam o motorista a economizar combustível e garantir a saúde do carro


Dirigir com consciência é uma ação que gera economia para o condutor e benefícios para a natureza. Conhecido como oeco- driving, esta atitude traz algumas mudanças que reduzem o consumo de combustível. Com isso, diminuem também a quantidade de gases poluentes lançados no meio ambiente.

Os automóveis saem de fábrica prontos para andar mais com menos combustível. “Este (a economia) é um fator preponderante na hora da escolha de um veículo. Contudo, a autonomia não está só no carro. Ela está ligada ao modo de dirigir do motorista”, observa Magali Giocondo, diretora administrativa do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Autorizados do Distrito Federal (SINCODIV/DF).

Existem algumas dicas preciosas que, além de economizarem combustível, também ajudam na vida útil do motor dos veículos e na proteção dos outros motoristas no trânsito.

Antes de sair pelas ruas, o ideal é aquecer o motor por quinze segundos. O motorista precisa estar atento às rotações e à temperatura, pois elas aumentam o consumo de combustível.

Aceleradas e freadas buscas, por exemplo, podem causar gastos prematuros de alguns componentes do motor e causar acidentes. “Essas situações também contribuem para aumentar os gastos, exigindo uma revisão do sistema de freios em tempo menor ao da vida útil dos componentes”, explica a diretora.

Confira mais dicas para melhorar a autonomia do seu veículo:
Quando o terreno ajuda: aproveitar o relevo pode ser uma boa solução para economizar. Embalar o carro antes de uma subida é uma maneira de gastar menos combustível. Em descidas, o ideal é deixar o carro engrenado. Assim o veículo usa o freio-motor e não sobrecarrega o sistema de freios quando precisar diminuir a velocidade ou parar;
Calibragem dos pneus: pneus descalibrados aumentam o atrito com o solo e isso influi diretamente no consumo de combustível, ocasionando aumento de até 20%. O manual do proprietário indica a pressão indicada para cada veículo, que deve ser verificada semanalmente;
Lubrificante: um óleo de viscosidade menor pode proporcionar redução no consumo de combustível, na emissão de poluentes na atmosfera e aumentar a durabilidade do propulsor. É importante seguir o manual do veículo, que pode indicar óleos de viscosidades diferentes;
Peso Extra: carregar peso a mais aumenta o esforço do motor para tirar o veículo da imobilidade. Retire do veículo todo peso que não tiver utilidade;
Controle de gastos e consumo: monitorar os gastos ao abastecer e a quilometragem rodada para fazer uma média. Caso essa média seja extrapolada, uma revisão pode indicar desgaste em algum componente ou o motor trabalhando fora do ponto ideal.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós