Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Brasília registra o maior PIB per capita do País

Índice de R$ 62.859,43 é relativo a 2013. Dado foi divulgado nesta quinta (19) pela Codeplan, com base em cálculos feitos em parceria com o IBGE

O Produto Interno Bruto (PIB) do Distrito Federal, soma dos bens e serviços produzidos na região no período de um ano, acumulou R$ 175,363 bilhões em 2013. Os cálculos, feitos em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e com órgãos estaduais de estatística, foram apresentados na manhã desta quinta-feira (19) na Companhia de Planejamento (Codeplan), instituição oficial do DF no Sistema de Contas Regionais do IBGE.

Com uma população de 2,790 milhões de habitantes, a capital brasileira atingiu R$ 62.859,43 no PIB per capita (por pessoa) em 2013. Esse foi o maior índice do País. A soma é 2,4 vezes o PIB per capita nacional, de R$ 26.445,72. O segundo maior índice registrado por indivíduo foi em São Paulo (R$ 39.122,28), e o menor é o do Piauí (R$ 9.811,04).

No âmbito produtivo, o resultado manteve o DF na oitava posição entre as maiores economias do Brasil desde o início da série, em 2010, quando atingiu R$ 144,168 bilhões. Em 2011, o PIB local foi de R$ 154,468 bilhões; e em 2012, de R$ 163,881 bilhões.

Já a participação do Distrito Federal no PIB nacional reduziu de 3,7% em 2010 para 3,3% em 2013. São Paulo (32,1%), Rio de Janeiro (11,8%) e Minas Gerais (9,2%) são as unidades federativas com maior participação. Amapá (0,2%), Acre (0,2%) e Roraima (0,2%) registram os menores índices de desenvolvimento.

Centro-Oeste
A participação de Brasília no Centro-Oeste passou de 40,6% para 36,2% nos mesmos períodos, em virtude dos aumentos nas participações relativas de Goiás, de 30,1% para 31,2%, Mato Grosso, de 16,0% para 18,4%, e Mato Grosso do Sul, de 13,3% para 14,3%.

A coordenadora do Núcleo de Contas Regionais da Codeplan, Sandra Regina Andrade Silva, responsável pela apresentação dos dados, acredita que a diferença em relação aos estados vizinhos pode ser atribuída ao setor agropecuário, que tem pouca expressão na economia brasiliense. O setor de serviços, em contrapartida, é o que mais se desenvolve na capital. Segundo o estudo, a área aumentou sua participação de 92,7% em 2012 para 93,3% em 2013. O setor cresceu, em termos reais, 3,8% em relação a 2012, acumulando no período 2011-2013 alta de 7,4%, com média anual de 2,4%.

"A análise do PIB pela renda nos permite avaliar salários e impostos. Em relação ao per capita, podemos atribuir a grande diferença ao alto montante de funcionários na administração pública", afirma o diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Codeplan, Bruno de Oliveira Cruz. "Isso é importante para constatarmos a alta capacidade de consumo da população do DF."

Para os próximos anos, a previsão da Codeplan é de números menores de crescimento. "Fazemos um acompanhamento trimestral e, infelizmente, a crise que assola o Brasil também terá impacto nos dados dos próximos anos com a queda das atividades em vários setores", adianta Cruz.

Acesse a apresentação da Codeplan sobre o Produto Interno Bruto do Distrito Federal.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós