Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

A felicidade está dentro de nós

Crenças limitantes podem impor barreiras que impedem o alcance do sucesso e da felicidade


Você já passou por uma situação onde queria muito conquistar algo, mas antes mesmo de sequer tentar, desistiu pensando que não iria conseguir? Este mecanismo se chama crença limitante, e pode ser um grande empecilho em nossas vidas, pois ele funciona como uma voz oculta, gerando medo e insegurança para a ação.

Esse sistema de crenças é a base para a formação da nossa identidade, e nos orienta em relação à maneira de estar no mundo e como se comportar nele. Por isso é uma questão tão profunda, pois tem relação direta com o repertório de vida de cada pessoa. “É uma espécie de verdade, que o indivíduo constrói a partir de sua experiência de vida. E mudar isso significa estar aberto a olhar a realidade sob outras ópticas. No entanto, este não é um processo racional”, explica Flávio Resende, coach especializado em Coaching para a vida profissional e pessoal.

Como um processo que ocorre em nosso interior, ele não é resolvido com a pessoa simplesmente querendo. Às vezes, ela quer, mas não dá conta. E o Coaching pode ser usado neste contexto para oportunizar, identificar e mostrar ao coachee o que é crença limitante, e provar que ela não é uma verdade absoluta.

Flávio conta que é muito comum atender clientes que enfrentam este tipo de problema. “Frequentemente, atendo coachees que se queixam de problemas para acreditar em si próprio, embora isso geralmente aconteça em algum recorte da vida da pessoa: só na vida pessoal; só na relação com a família; somente na perspectiva profissional, ou em alguns casos, em todas estas vertentes. E, infelizmente, isso tem a ver com a trajetória do indivíduo e de como ele reagiu frente aos estímulos; ou na falta deles”, conta.

Os causadores do problema são os mais variados possíveis. Tem pessoas que tem baixa autoestima desde criança, seja porque foi muito criticada ou porque não conseguiam conquistar seus objetivos. Mas também existem aqueles que passaram pelas mesmas situações e não desenvolveram o problema. “A questão da autoestima varia muito de pessoa para pessoa, pois mesmo sendo construído a partir de experiências, é influenciado pelo jeito que cada um sente o ambiente ao seu redor. Acreditar em si mesmo tem a ver com trabalhar nossa autoestima, a ponto de reconhecermos os nossos pontos fortes e estarmos seguros quanto a eles”, relata o coach.

Para quem se identifica com o conceito de crenças limitantes é possível procurar ajuda de um profissional – seja ele um coach ou um psicólogo. O coach Flávio Resende lista algumas dicas que podem ajudar a melhorar, no dia a dia, os problemas com autoestima. Confira:

Esteja aberto a olhar para a questão sem preconceitos ou respostas pontas;
Observe as pessoas ao seu redor;
Trabalhe na terapia suas questões emocionais;
Leia e mergulhe no assunto;
Considere a possibilidade de que as suas escolhas possam ter relação direta com os resultados com os quais você se sente limitado;
Mude ou pelo menos esteja aberto às mudanças;
Experimente perder o controle. Nem que por alguns instantes.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós