Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

9 dicas de cuidados com a saúde do seu animal de estimação no verão

Verão com bichos: o veterinário Marcio Waldman dá dicas de como ajudar o seu bichinho a suportar as altas temperaturas desse época do ano


Veterinário dá dicas de cuidados com os animais de estimação em dias de calor excessivo

Ainda não estamos no verão mas já podemos vivenciar a subida dos termômetros em todo país. Vale tudo para aliviar o calor: ir à praia, beber uma água de coco bem gelada ou apelar para o bom e velho ventilador. Mas e os pets? Como podemos ajudar os mascotes a suportar o calor? O veterinário Marcio Waldman, fundador da Pet Love, maior petshop online do Brasil, dá algumas dicas de cuidados com os animais de estimação em dias de calor excessivo.

1- Cuidado com as patas
“Antes de passear, teste com as mãos ou com os pés a temperatura do solo, os pets também possuem sensibilidade nas patas e podem sofrer queimaduras se o piso estiver muito quente. Por isso, é recomendado não passear com bichinhos entre às 10h e às 17h”, adverte o veterinário

2 – Ofereça bastante água ao seu pet
Outra dica do Dr. Waldman é sempre oferecer água para os pets durante os passeios, evitando, assim, a desidratação dos peludos. “Cachorros de focinho curto, como pugs, buldogues, pequineses, shih tzu e lhasas exigem atenção redobrada, porque essas raças possuem grande tendência a problemas respiratórios e à hipertermia, que é a elevação da temperatura corporal. Isso ocorre porque os cães não transpiram pela pele, eles regulam a temperatura do corpo através da respiração. É por isso que os bichinhos ficam tão ofegantes em dias quentes”, explica Marcio

3 – Risco de hipetermia
Para saber se o seu bicho está com hipertermia, basta verificar sua temperatura corporal. A temperatura considerada normal varia entre 37,5° a 39,3°C, acima disso o seu pet já corre risco de saúde. Além disso, repare nos sintomas: se seu pet ficar muito ofegante, estiver com os batimentos cardíacos acelerados, desmaiar ou tiver convulsões, pode ser sinal de hipertermia. Para evitar que isso aconteça, Waldman recomenda baixar a temperatura dos pets dando a eles água gelada, banhos mais geladinhos ou enrolando o animal em uma toalha molhada fria

4 – Nunca deixe seu cão no carro
Nunca deixe o animal preso no carro, por mais que os vidros estejam abertos, ele pode ter uma hipertermia, elevação da temperatura corporal que pode levar até à morte;

5 – Banhos frequentes
No verão, a quantidade de banhos pode ser maior que no inverno;

6 – Tosa é importante
Caso seu cachorro tenha pelagem longa, considere realizar uma tosa para que ele sinta-se mais disposto e confortável;

7 – Cães de pelagem escura 
Cuidado com animais de pelagem escura, pois eles absorvem mais os raios de sol. Evite sair com eles nos horários em que sol está forte;

8 – Cuidado com alergias
Cuidado com alergias, pulgas e carrapatos, que são muito frequentes no calor. O ideal é manter a dose de antipulgas atualizada;

9 – Dê frutas ao seu cão

Frutas são uma ótima opção para o calor. Ricas em vitaminas e nutrientes, elas podem ajudar no combate ao calor e também a complementar a dieta do seu companheiro. Água de coco é uma ótima ideia também!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós