Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Textura e grafiato: você sabe qual é a diferença entre as duas técnicas?

Independentemente de serem pintadas, cobertas por papel de parede, revestidas com cerâmica ou texturizadas, as paredes cumprem um papel importante na decoração da casa


Elas compõem o ambiente com estilo e personalidade, podendo ser coloridas, discretas ou mesmo ponto focal da décor. É isso mesmo: em muitos casos, as paredes roubam a cena do ambiente, especialmente quando são complementadas com quadros, esculturas, mobiliários e plantas.

São muitas as possibilidades quando se fala de paredes, mas duas técnicas que têm se popularizado a cada dia são a textura ou grafiato. O sucesso se deve à beleza de ambas as técnicas e também ao ótimo custo-benefício que elas oferecem.

É muito comum que as pessoas confundam essas duas técnicas, mas existem características que distinguem o grafiato da textura. Se você é um daqueles que vivem fazendo confusão, confira as nossas dicas, aprenda a diferenciar as técnicas e escolha a mais adequada para a sua casa!
Estética

A principal diferença entre o grafiato e a textura é o visual da parede. Enquanto o resultado do grafiato é um aspecto rústico, de ranhuras eminentes, a textura se apresenta de formas variadas, com círculos, xadrez, projetado, envelhecido, arrepios e outros efeitos. Em relação à estética, ambas as técnicas são adequadas, e o que manda na hora da escolha é o gosto do freguês.
Composição

O grafiato é uma espécie de revestimento acrílico com superfície rústica, grãos de malha 10, repelência a água e composição anti mofo. Já a textura, embora possa ser anti-mofo como o grafiato, não produz o efeito riscado, isso porque não contém a chamada malha 10. Vale destacar que há também as texturas em gel.

Aplicação

A aplicação tradicional do grafiato é feita com desempenadeira de aço ou PVC. A textura, por sua vez, é aplicada com rolos especiais de padrões variados. O mais comum é o rolo cabelo de anjo, mas há rolos florais, projetados e xadrezes, dentre outros.
Semelhanças entre as duas técnicas

Engana-se quem pensa que grafiato e textura são diferentes em tudo. Veja a seguir o que as duas técnicas têm em comum:


Potencial decorativo: tanto a textura quanto o grafiato apresentam um excelente potencial decorativo, com a capacidade de melhorar o aspecto visual de qualquer ambiente;


Versatilidade: grafiato e textura são técnicas versáteis, que podem ser aplicadas em áreas externas, quartos, salas e outros ambientes;


Contraste: ambas as técnicas podem ser úteis para fazer um ponto de contraste em cômodos muito uniformes e monótonos;


Controle de umidade: a textura e o grafiato possuem características mais densas, que tornam a parede mais resistente a infiltrações e umidade. Isso significa que a parede vai ficar bonita por mais tempo;


Fácil manutenção: as duas técnicas apresentam a vantagem da fácil manutenção, pois ambas são laváveis;


Rápida aplicação e secagem: renovar o ambiente com grafiato é um processo simples e que não demora muito. A aplicação e secagem são bem rápidas!

E aí, já sabe se vai escolher grafiato ou textura para decorar a sua casa? Compartilhe conosco as suas opiniões através dos comentários!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós