Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Postos do DF reajustaram preço da gasolina antes da hora definida pela Petrobras

Durante a tarde de terça-feira, brasilienses já pagavam R$ 3,59 pelo litro da gasolina. Consumidores foram lesados, afirma Ibedec

O brasiliense se surpreendeu com a rapidez com que os postos reajustaram o preço da gasolina e, por tabela, do álcool. Muitos consumidores amanheceram a quarta-feira (30/9) com a expectativa de encher o tanque com o valor antigo, mas quebraram a cara.

O Metrópoles apurou que a Petrobras anunciou oficialmente o aumento de 6% no valor da gasolina nas refinarias no final da noite de terça (29), por volta das 23h50, mas os preços foram reajustados já durante a tarde(confira os cupons fiscais abaixo).

Petrobras aumenta o preço da gasolina em 6%Para Geraldo Tardin, presidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), houve quebra do direito dos consumidores, que foram lesados, cabendo ao Ministério Público abrir um inquérito civil público contra os estabelecimentos.

Ele destaca, entretanto, que é preciso provar que os donos de postos anteciparam o reajuste.
Arte: Joelson Miranda/Metrópoles


Às 17h21 de quarta, um posto de gasolina no Lago Norte vendia a gasolina a R$ 3,59 o litro, que até então era comercializado a R$ 3,54. No Lago Sul, alguns postos também reajustaram as bombas antes da meia-noite, horário oficial previsto para vigorar o aumento.



Arte: Joelson Miranda/Metrópoles


Procurada pelo Metrópoles, a rede Cascol de Combustível informou apenas que trabalha no sistema de franquias e que cada franqueado é responsável pela administração do seu posto. O sindicato da categoria, por sua vez, não quis se pronunciar.

O bancário Edmilson Nobre Guedes, 37 anos, reclamou da “pressa” dos postos em aumentar os valores. “Entendi que o aumento valia para as refinarias, primeiro. Será que de meia-noite até agora, às 10h45, deu tempo do posto comprar combustível novo e já estar vendendo com preço reajustado? É claro que não. Eles estão vendendo estoque velho com preço novo. Queria ver se fosse o contrário”, desabafou, indignado, ao abastecer num posto que vendia a gasolina a R$ 3,62.

Fonte: Metrópoles.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós