Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Governador percorre áreas rurais do DF

O objetivo da visita foi acompanhar os avanços do Fórum Distrital de Políticas de Reforma Agrária, criado em setembro 

Foto: Tony Winston.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, visitou, na manhã e na tarde desta sexta-feira (23), áreas ocupadas por movimentos participantes do Fórum Distrital de Políticas de Reforma Agrária — colegiado criado em setembro para discutir questões relacionadas à criação de assentamentos de trabalhadores rurais. O objetivo foi acompanhar pessoalmente os avanços do grupo e conhecer as necessidades da causa. Secretários de Estado e representantes de órgãos de governo envolvidos com as demandas fizeram parte da comitiva, que visitou quatro locais, entre acampamentos e assentamentos, alguns com mais de cem famílias.

Pela manhã, Rollemberg iniciou as visitas pelo Assentamento Chapadinha, em Brazlândia, onde vivem 44 famílias. Lá, tomou café da manhã com a comunidade e recebeu uma lista de pedidos. "Vamos levar todas essas reivindicações às secretarias envolvidas e dar o retorno dessa visita em forma de ações para a melhoria da qualidade de vida da região", disse o governador.

Em seguida, dirigiu-se ao Acampamento José Wilker, em Sobradinho. "Queremos conhecer a realidade e ter elementos para implementar uma política eficaz de democratização do acesso à terra", explicou Rollemberg. Cerca de 130 famílias moram no local.

Licença ambiental
À tarde, no Assentamento Márcia Cordeiro Leite, a principal demanda apontada pelos moradores foi referente à licença ambiental da área. As terras são ocupadas há 15 anos, mas, por falta da autorização, muitos não conseguem plantar como gostariam para garantir o próprio sustento. Os assentados ainda pediram a instalação de energia elétrica e de abastecimento de água, além de asfalto para a DF-131, que dá acesso ao lugar. "Nossas crianças precisam levantar às 6 horas e andar sete quilômetros para ir à escola", contou Antônio Júlio Nogueira, de 40 anos, presidente do Movimento de Apoio ao Trabalhador Rural. Segundo ele, os ônibus não conseguem chegar devido às más condições da estrada.

São 64 famílias na área em Planaltina, ligadas ao Movimento de Apoio ao Trabalhador Rural. A presidente do assentamento, Olena Valente Rodrigues, de 61 anos, agradeceu a visita do governo e se disse esperançosa quanto às demandas levantadas. Ela mostrou parte do que consegue produzir, como tomate, alface e cheiro verde. Alguns moradores fazem doces e artesanato.

Já no fim da tarde, Rollemberg esteve no espaço onde estão acampadas 111 famílias, há três anos e sete meses. Elas reivindicam a área de 489 hectares, em Planaltina, dos quais ocupam três. O nome do acampamento, 8 de março, faz referência ao Dia Internacional da Mulher e à data em que invadiram o lugar. Essa é a quarta ocupação dos manifestantes na mesma área. Os moradores ainda reivindicam assistência técnica para os acampados e a publicação de uma portaria que transforma o espaço em assentamento.

Grupo de trabalho
O governador anunciou que, com base nas visitas, um grupo de trabalho será criado para avaliar o andamento das demandas. A ideia é ampliar as políticas públicas que atendem o setor.

Ao terminar a visita no Acampamento 8 de março, Rollemberg e parte da comitiva plantaram 15 árvores doadas pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

O Fórum Distrital de Políticas de Reforma Agrária do Distrito Federal foi instituído pelo Decreto n° 36.769, de 24 de setembro de 2015.

Acompanharam a visita os secretários de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal; do Meio Ambiente, André Lima; a secretária-adjunta do Esporte e Lazer, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, Leila Barros; o presidente da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap), Alexandre Navarro, e a diretora de Regularização de Imóveis Rurais, Fabiana Torquato; a presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas; o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), Argileu Martins da Silva; o vice-presidente da Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa), José Deval da Silva; o diretor-administrativo da Novacap, Julio Menegotto; a subsecretária de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Karina Rosso; o subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Popular, da pasta de Relações Institucionais e Sociais, Acilino Ribeiro; e os administradores regionais de Planaltina, Vicente Salgado, de Sobradinho 2, Estevão Reis, e do Setor Complementar de Indústria e Abastecimento e da Estrutural, Evanildo da Silva Macedo.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós