Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Emergências do Hospital de Base e do Hran estão com funcionamento normal

Veja como a paralisação de servidores, iniciada nessa quinta-feira (8), afeta os serviços da rede pública de saúde
Foto: Olivar de Notas.
Nesta sexta-feira (9), o atendimento na emergência do Hospital de Base funciona normalmente, segundo informações da Secretaria de Saúde. Já o serviço ambulatorial está restrito. A emergência do Hospital da Asa Norte (Hran) está em funcionamento, assim como as de pediatria e ginecologia obstetrícia no Hospital Materno-Infantil (Hmib). Cirurgias de emergência são feitas no Hospital Regional do Paranoá.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) continua prestando atendimentos de urgência e emergência, por se tratarem de serviços essenciais, apesar da adesão à paralisação de alguns servidores da enfermagem e da parte administrativa.

Alguns centros de saúde estão fechados, como os da regional norte, e outros funcionam com número reduzido de servidores, como no Gama. As UPAs de Sobradinho e do Núcleo Bandeirante funcionam normalmente.

Veja como está o atendimento nas seguintes localidades:

Plano Piloto
Hemocentro: equipe reduzida e atendimento lento na coleta e no ambulatório de coagulopatias.

Hospital de Base: atendimento ambulatorial restrito, mas a emergência funciona normalmente. Algumas unidades como nefrologia, urologia, oftalmologia, gastroenterologia e broncoesofagologia estão com 30% de funcionamento. As demais unidades estão fechadas.

Hran: atendimento normal na emergência. Cirurgias eletivas desmarcadas.

Ambulatórios e centros de saúde da regional norte: parados.

Hmib: atendimento normal nas emergências de pediatria e ginecologia obstetrícia. Ginecologia e obstetrícia no ambulatório foram suspensas. Médicos remanejados para o centro obstétrico e atendimento interno nas enfermarias. Cirurgias eletivas suspensas, e as de emergência são feitas normalmente.

Centros de saúde da regional (612 e 514 Sul): atendimento normal.

Unidade Mista, na 508 Sul: algumas áreas estão paradas devido à adesão de técnicos e médicos à paralisação.

Adolescentro (605 Sul): funciona parcialmente.

Taguatinga
Hospital regional: atendimento só na emergência e no centro cirúrgico (casos graves). Ambulatório parado.

Dois centros de saúde da regional estão parados. Os outros funcionam parcialmente.

Ceilândia
Hospital regional: médicos, técnicos de enfermagem, técnicos administrativos e motoristas aderiram ao movimento. No pronto-socorro somente casos graves são atendidos. O ambulatório funciona parcialmente.

Centros de saúde da regional: somente o CSC 12 teve atendimento normal na manhã desta sexta-feira (9). Os demais funcionam parcialmente com chefes de setor, enfermeiros ou estagiários. Funcionários da limpeza pararam.

Sobradinho
Hospital regional: atendimento normal na emergência e no ambulatório, com exceção da odontologia, que funciona parcialmente.

Centros de saúde: 50% de atendimento.

UPA de Sobradinho: funciona normalmente.

Gama
Hospital regional (emergências): clínica médica sem corpo clínico de enfermagem, atendimento restrito a casos graves; ortopedia tem um médico para atender somente fraturas; cirurgia está com dois médicos apenas para casos graves; pediatria com dois médicos no atendimento a internados e portaria; ginecologia funciona normalmente; ambulatórios de neurologia, oftalmologia, gastroenterologia e diabetes em atendimento. O restante está parado.

Centros de saúde: funcionam com número reduzido de servidores.

Guará
Hospital regional: atendimento na emergência apenas para pacientes graves. Ambulatório funciona parcialmente, com poucos médicos e técnicos de enfermagem.

Centros de saúde 2 e 3: atendimento prestado por enfermeiros e gerentes das unidades.

Estrutural
Centro de saúde: atendimento suspenso desde quinta-feira (8). 

Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo e Park Way
Quatro centros de saúde da regional: funcionamento parcial.

UPA do Núcleo Bandeirante: funcionamento normal.

Paranoá
Hospital regional: pronto-socorro apenas para casos graves. Uma sala do centro cirúrgico está fechada por falta de técnicos de enfermagem. Cirurgias de emergência são feitas.

Centro de Saúde: odontologia, farmácia e Rede Cegonha têm atendimento normal.

Cinco postos de saúde rurais: funcionam parcialmente.

Itapoã
Centro de saúde: sala de vacinas e farmácia em funcionamento.

Planaltina
Hospital regional: atendimento normal na emergência.

Centros de saúde: funcionam parcialmente.

Santa Maria 
Hospital regional: ambulatório funciona normalmente, assim como a emergência. Cirurgias eletivas suspensas.

Dois centros de saúde e as 13 equipes da Estratégia Saúde da Família: parados.

Samambaia
Hospital regional: cirurgias eletivas canceladas; emergência funciona com um cirurgião, um clínico, quatro ginecologistas e equipe reduzida de técnicos.

UPA: um médico para atendimento interno e um na portaria. Prioridade para casos graves (classificados com as cores laranja e vermelha).

Quatro centros de saúde e quatro clínicas da família: funcionam parcialmente.

Recanto das Emas
Centros de saúde: atendimento parcial, com equipes de enfermagem.

UPA: atendimento normal para urgências.

Fonte: Redação.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós