Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Mais de 500 alunos da rede pública desfilam no Dia da Pátria

Apresentações artísticas e musicais homenagearam os pioneiros de Brasília

Foto: Olivar de Matos.

Entre os que desfilaram nesta segunda-feira (7) para celebrar o 193º aniversário da independência do Brasil estavam mais de 500 alunos da rede pública. Neste ano, o grupo coordenado pela Secretaria de Educação homenageou, com apresentações artísticas e musicais, os pioneiros de Brasília, que ajudaram na construção da capital do País.

Estudante do primeiro ano do ensino médio no Centro Educacional 619 de Samambaia, Lucas dos Santos, de 15 anos, foi o responsável por carregar a bandeira de Pernambuco. "Cheguei até aqui vendo os desfiles na TV; eu tinha muita vontade de participar, aí, surgiu essa oportunidade e eu vim", contou ansioso, antes do início.

Perto dele estava Verônica Alves, de 18 anos, que cursa o terceiro ano do ensino médio na mesma escola. Também iniciante, ela segurava a bandeira de Goiás. "No ano passado, eu vi uma reportagem [sobre o desfile] e gostei muito, aí quis estar aqui neste ano." A dupla integrava um grupo de mais de 40 alunos que conduziram o Pavilhão Nacional e as bandeiras dos estados brasileiros e do Distrito Federal.

Outra que desfilou pela primeira vez foi Laura Cristina Morais, de 12 anos. Estudante do sexto ano no Centro de Ensino Fundamental 1 do Cruzeiro, ela estava entre os 190 que homenagearam o ritmo baião e representaram as 622 unidades de educação básica do DF. Antes de começar, Laura confessou estar nervosa. "Mas estou muito feliz, porque meu pai, que é militar, também já desfilou."

Banda de música
Em atividade desde 2004, a banda musical da secretaria esteve presente nas comemorações. Aluno do sétimo ano do Centro de Ensino Fundamental 11 do Gama, Júlio Cesar Ferreira, de 14 anos, participava pela terceira vez. "É um prazer imenso representar a minha escola; espero estar aqui de novo no ano que vem", afirmou. Júlio toca saxofone há quatro anos e aprendeu a atividade no colégio.

A banda é formada por 80 crianças e adolescentes. "É um incentivo para cada um deles fazer aquilo que ele aprendeu na sala de aula e poder mostrar para outras pessoas", destacou o professor Adailton da Cunha, um dos maestros.

Fonte: Redação.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós