Últimas

%23BrasíliadeTodosNós

Hospital da Criança recebe alvará de construção

Obras do Bloco 2 da unidade de saúde especializada em oncologia pediátrica começam em agosto. Ampliação garantirá 202 leitos de internação infantil e cinco salas cirúrgicas

Foto: Andre Borges.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, entregou o alvará de construção do Bloco 2 do Hospital da Criança de Brasília José Alencar à presidente da Organização Mundial da Família (OMF), Deise Kusztra, na noite desta quarta-feira (29). O documento era a última pendência burocrática para que a organização internacional ampliasse a unidade especializada em oncologia pediátrica. As obras começam em agosto, e a nova ala deverá ser inaugurada em outubro de 2016. "Será um ganho extraordinário para Brasília pelo que representa: oferta de serviço de qualidade", afirma o governador. "Este é um momento histórico; estamos felizes por ampliar a oferta de atendimento de crianças encaminhadas pela rede pública de saúde."

A primeira etapa do hospital (Bloco 1) ocupa área de 7 mil metros quadrados e abriga 30 consultórios, 22 leitos de internação e uma sala para pequenas cirurgias. Inaugurada em 2011, foi totalmente construída com recursos da Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace).

O Bloco 2 será erguido por meio de convênio assinado entre o Executivo local e a organização internacional. A terraplanagem já está pronta, e as estruturas para a montagem do prédio, compradas e estocadas. O projeto é de um edifício pré-moldado de dois andares (um subterrâneo e um térreo). Dos R$ 82 milhões do custo, Brasília já repassou R$ 41.495.000 à OMF, responsável pela obra. No início do ano, aprovou-se uma suplementação orçamentária de R$ 10 milhões para o empreendimento. O governo destinou ainda mais R$ 30 milhões que seriam usados nos Jogos Universitários Mundiais (Universíade) em 2019.

Estrutura
A nova estrutura ocupará área de 22 mil metros quadrados, terá 202 leitos de internação, sendo 40 unidades de terapia intensiva. Além disso, contará com cinco salas cirúrgicas e laboratórios ambulatoriais e de pesquisa. "Vamos nos livrar de restrições como a falta de centros cirúrgicos e proporcionar a transferência de pacientes para a nossa unidade, hoje atendidos no Hospital de Base", avalia o superintendente-executivo do Hospital da Criança, Renílson Rehem.

O hospital atende a quase todas as especialidades pediátricas para consultas, como alergia, cardiologia, dermatologia, neurologia, oncologia e ortopedia. Oferece também fisioterapia, fonoaudiologia, hemodiálise e psicologia. Para se tratar no Hospital da Criança, é preciso ser encaminhado por especialistas da rede pública de saúde. "Recebemos este documento [alvará de construção] com a alegria de quem sabe que isto vai garantir a crianças doentes tratamento de qualidade", comemora Deise, presidente da OMF.

Fonte: Redação.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não Perca
© direitos reservados
feito com por Brasília de Todos Nós